Zoom abre vagas para ‘caçadores de bugs’ com prêmios de até R$ 238 mil

Estão abertas, desde terça-feira (5), novas vagas para o programa “caçadores de bugs” promovido pelo Zoom. A iniciativa visa estimular pesquisadores de segurança a identificar e solucionar falhas na plataforma e garante prêmios de até R$ 238 mil. A ideia é que mais pessoas se juntem aos mais de 800 hackers éticos em todo o mundo, recrutados pela plataforma HackerOne, para testar recursos e limites da empresa americana de serviços de teleconferência.

A preocupação com a segurança das reuniões virtuais aumentou à medida que os encontros transmitidos pela empresa de San Jose chegaram a até 300 milhões de participantes diários após o início da pandemia, no começo de 2020.

Isso fez com que a empresa fosse aumentando, com o passar do tempo, o valor máximo de suas recompensas, de forma a reconhecer os esforços e o tempo despendido pelos pesquisadores. Em 2021, o Zoom apostou no profissionalismo através de parcerias, chegando a pagar mais de US$ 1,8 milhão (R$ 8,6 milhões) por 401 relatórios de bugs.

Como participar do programa Bug Bounty?

Fonte: Shutterstock/Reprodução.Fonte:  Shutterstock 

Para manter a proatividade em segurança cibernética, o Zoom participa de uma comunidade ética de hackers, que é, na realidade, uma equipe de profissionais selecionados pela HackerOne. Essa plataforma desenvolve diversos programas do tipo Bug Bounty, nos quais, além do pagamento de recompensas, os hackers buscam aprender e testar seus conhecimentos técnicos.

Os programas de segurança do Zoom são abertos apenas para convidados. Para a qualificação, a HackerOne calcula as estatísticas de cada pesquisador tendo em vista sua relação sinal-ruído (redução de ameaças) e reputação construída nos programas dos quais participou.

Quem estiver interessado em trabalhar na segurança do Zoom deve enviar um e-mail com o nome do seu perfil na HackerOne para bugbounty@zoom.us, ou visitar a página de carreiras da plataforma. Mais detalhes sobre programas de recompensa disponíveis e planos da empresa para o futuro podem ser consultados na Central de Confiabilidade.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe