Wilson Witzel recorre à Corte Interamericana para tentar anular seu impeachment no RJ

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), recorreu à Corte Interamericana em relação aos direitos humanos para pedir a restituição de seus direitos políticos e a revisão do processo que resultou em seu impeachment. Witzel alega que seus direitos políticos de igualdade perante a lei de proteção judicial lhe foram negados. Ele afirma também que a cassação de seu mandato “burla a soberania popular” e é considera um ataque ao estado democrático de direito. O ex-governador compara o Brasil à Cuba e Venezuela e declara ainda que foi vítima de perseguição política. No documento, Witzel mostra partes de ações que propôs à justiça brasileira, nas quais alegou que a decisão em favor da cassação do seu mandato já estava tomada antes do fim do processo. Essa é pelo menos a sexta vez em que Witzel tenta recorrer da decisão.

*Com informações do repórter Mateus Koelzer


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe