Tornozeleira eletrônica de Daniel Silveira deve passar por perícia

A Polícia Civil vai periciar a tornozeleira eletrônica usada pelo deputado federal Daniel Silveira. O equipamento foi devolvido pelo advogado que representa o parlamentar. A defesa alega que Silveira é um homem livre desde a publicação do indulto penal, concedido pelo presidente Jair Bolsonaro após condenação do deputado a 8 anos e 9 meses de prisão em regime fechado. No entanto, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirma que as medidas cautelares ainda estão válidas. Na quarta-feira, 4, o deputado se recusou a receber uma intimação de uma oficial de Justiça que esteve na Câmara para que ele voltasse a usar o equipamento de monitoramento eletrônico. Além disso, a defesa trabalha com um recurso contra uma multa imposta no valor de R$ 405 mil pelo descumprimento de todas medidas cautelares.

*Com informações da repórter Iasmin Costa


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe