Terceira dose da AstraZeneca aumenta em 2,7 vezes os anticorpos contra a Ômicron

Um novo estudo, ainda sem revisão, mostra que uma terceira dose da vacina da AstraZeneca aumenta os níveis de anticorpos contra a variante Ômicron. A pesquisa foi realizada de forma independente por investigadores de diferentes instituições, incluindo pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Universidade de Oxford. Segundo o vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger, os dados apresentados mostram que a dose de reforço é capaz de aumentar a presença de anticorpos neutralizantes 2,7 vezes. O soro obtido de indivíduos um mês após receberam a terceira aplicação neutralizam a nova cepa em níveis semelhantes aos encontrados em estudos envolvendo a primeira e segunda dose com outras cepas. Para os pesquisadores, o resultado foi considerado encorajador. O estudo analisou amostras de sangue de pessoas infectadas pelo coronavírus, de vacinados com três doses e outros que já haviam testado positivo para a Covid-19.

*Com informações do repórter Victor Moraes


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe