Telescópio James Webb está alinhado! Veja novas imagens

Após uma revisão completa, a NASA (agência espacial dos Estados Unidos) confirmou que o Telescópio Espacial James Webb (JWST) está finalmente alinhado. O equipamento irá avançar para a última etapa, o comissionamento dos dispositivos científicos, antes de entrar em operação.

O alinhamento foi feito para os quatro poderosos instrumentos que o observatório espacial carrega a bordo. A partir de agora ele é capaz de obter imagens nítidas e bem focadas do espaço. Veja o vídeo divulgado pela agência espacial a seguir (em inglês):

Os especialistas dizem que o desempenho óptico do telescópio é melhor do que as previsões. O alinhamento posicionou os espelhos de forma que a luz coletada do espaço seja completamente direcionada para os instrumentos, garantindo a nitidez que é vista nas fotos.

A qualidade das imagens obtidas a partir de agora é limitada apenas pelo tamanho de Webb. No futuro, os espelhos só serão movimentados quando forem necessários pequenos ajustes periódicos.

“As imagens de teste notáveis do telescópio alinhado mostram o que as pessoas de todos os países podem alcançar quando há uma visão científica ousada”, disse em nota Lee Feinberg, gerente de elementos do telescópio no Goddard Space Flight Center da NASA.

A NASA divulgou em nota as imagens obtidas pelos diferentes instrumentos do James Webb após o alinhamento (Fonte: NASA/STScI)Fonte:  NASA 

Agora, a equipe que trabalha com Webb deve iniciar o comissionamento dos aparelhos. Cada instrumento a bordo do telescópio possui uma diversidade de dispositivos e peças, como lentes, máscaras e filtros, que devem ser ajustados e configurados. Todos esses processos devem demorar mais dois meses.

Durante esse período também serão feitas algumas atividades de calibração do telescópio. Apontando para algumas áreas do céu, os especialistas irão controlar a quantidade de radiação que chegar até os observatórios.

À bordo do James Webb estão quatro instrumentos: Instrumento de Infravermelho Médio (MIRI), Câmera de Infravermelho Próximo (NIRCam), Espectrógrafo de Infravermelho Próximo (NIRSpec) e o dois em um Sensor de Imagem de Infravermelho Próximo e Espectrógrafo Sem Fenda/Sensor de Orientação Fina (NIRISS/FGS).

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe