Surto misterioso de hepatite infantil atinge Europa e Estados Unidos

Um surto misterioso de hepatite está afligindo crianças na Europa e nos Estados Unidos. No Reino Unido já são 74 casos sob investigação e as autoridades sanitárias reconhecem que os vírus envolvidos não são os mesmos causadores habituais da doença.

Dinamarca, Holanda, Irlanda e Espanha também registraram a infecção, o que levou à emissão de um alerta por parte da agência de saúde da União Europeia. No estado americano do alabama foram identificados mais seis pacientes, o que aponta para o espalhamento do problema.

Aumento de casos de hepatite infantil na Europa e nos Estados Unidos pode estar ligada a infecções por adenovírus (Fonte: Shutterstock)Fonte:  Shutterstock 

A hepatite é uma doença que acomete o fígado e pode ser causada por infecções ou consumo de substâncias tóxicas, como álcool. São cinco os tipos principais de vírus que levam ao desenvolvimento dos sintomas, mas nenhum deles foi encontrado nos casos detectados.

A Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (UKHSA) declarou que as crianças afetadas têm entre dois e cinco anos. Algumas precisaram receber transplante do órgão comprometido. Segundo a agência, uma das causas prováveis foi o contágio por adenovírus.

Existem dezenas desses patógenos, que geralmente estão associados com resfriados, febres, dores de cabeça e conjuntivite. Nos Estados Unidos as autoridades sanitárias afirmaram que todos os pacientes testaram positivo para o invasor.

Ainda assim, a Organização Mundial da Saúde se mostrou cética à teoria. Eles observam que o vírus não foi detectado em exames feitos pelas crianças acometidas pela doença na Irlanda e na Espanha.

Todos os órgãos de saúde, entretanto, concordam que o número de casos deve ser monitorado com atenção nos próximos dias e esperam um aumento de contaminações.

A UKHSA descartou a possibilidade do surto estar relacionado com a vacinação contra covid-19, porque nenhuma das crianças com a hepatite havia sido vacinada.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe