Sugestões das Forças Armadas para eleições não serão jogadas no lixo, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira, 19, que as sugestões das Forças Armadas para as eleições não serão descartadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “As Forças Armadas foram convidadas a participar do processo, e não vão ser jogadas no lixo as observações, as sugestões das Forças Armadas”, declarou em discurso no Congresso Mercado Global de Carbono, no Rio de Janeiro. Em maio, o presidente do TSE, Edson Fachin, respondeu aos apontamentos dos militares e do Ministério da Defesa. A maioria das sugestões foi rejeitada, outras já haviam sido colocadas em prática. Além disso, o prazo para mudanças nas regras eleitorais para este ano terminou em 5 de março. As sugestões da Defesa foram enviadas no dia 22 do mesmo mês.

Durante seu discurso, Bolsonaro voltou a fazer ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e questionar o sistema eleitoral brasileiro. O presidente disse que passa mais da metade do seu tempo se defendendo de interferências “indevidas e explícitas” do Judiciário. Ele também voltou a dizer que o voto tem que ser auditável e contado publicamente. “Não serão duas ou três pessoas que vão bater no peito, ‘eu mando, vai ser assim e quem agir diferente eu vou caçar registro e vou prender. Isso não é democracia. Quem diria, o chefe do Executivo brigando por democracia, onde naturalmente o que acontece é o chefe do Executivo conspirar para se perpetuar no poder”, declarou.

 


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe