Setor de serviços cresce 0,9% em maio, aponta IBGE

O setor de serviços do Brasil cresceu 0,9% em maio, em relação ao resultado de abril, apontaram nesta terça, 12, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com o resultado, o volume do setor está 8,4% acima do registrado em março de 2020, quando começou a pandemia de Covid-19, e 2,8% abaixo do nível de novembro de 2014, o mais alto da série histórica da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). Em relação ao acumulado de 12 meses, desde maio de 2021, o avanço foi de 11,7%, abaixo dos 12,8% de abril, e dos 13,6% de março. Com isso, houve perda de ritmo pelo segundo mês seguido.

Houve alta em todas as cinco atividades que fazem parte da pesquisa em maio: serviços prestados às famílias (1,9%); serviços de informação e comunicação (0,9%); serviços profissionais, administrativos e complementares (1%); transporte, serviços auxiliares aos transportes e correio(0,9%); e outros serviços (3,1%). No índice acumulado dos primeiros cinco meses de 2022, frente a igual período do ano anterior, o setor de serviços apresentou expansão de 9,4%, com quatro das cinco atividades de divulgação apontando taxas positivas (a queda é em ‘outros serviços’) e crescimento em 67,5% dos 166 tipos de serviços investigados. Entre os setores, a contribuição positiva mais importante ficou com o ramo de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (14,9%).


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe