Santos demite Fabián Bustos após eliminação na Sul-Americana; Edu Dracena entrega o cargo

O Santos optou por demitir o técnico Fabián Bustos após a eliminação na Copa Sul-Americana diante do Deportivo Táchira (Venezuela), ocorrida na noite da última quarta-feira, 6, em plena Vila Belmiro – nos pênaltis, o Peixe caiu nas oitavas de final. Após um forte protesto dos torcedores e em meio ao péssimo momento do time, a diretoria santista preferiu por desligar o argentino, que estava no cargo desde o início de março – a informação foi confirmada pela reportagem da Jovem Pan Online.  Sob o comando do treinador, o Alvinegro praiano fez 30 partidas, colecionando 9 vitórias, 13 empates e 8 derrotas. Além da queda precoce na competição da Conmebol, Bustos deixa a equipe na 10ª posição do Brasileirão e quase sem chances de classificação na Copa do Brasil – na partida de ida contra o Corinthians, o Santos foi goleado por 4 a 0, na Neo Química Arena.

Quem também deixou a Vila Belmiro foi o ídolo Edu Dracena, que entregou o cargo de executivo de futebol após a eliminação na Copa Sul-Americana. “Já vinha avaliando a minha saída há algum tempo e ontem, após o jogo, procurei o presidente e entreguei o cargo”, escreveu o ex-zagueiro, em sua conta no Instagram. No posto desde outubro do ano passado, Edu Dracena lembrou de sua trajetória, enalteceu seus feitos e agradeceu ao clube pela oportunidade. “Assumi o time na zona de rebaixamento do Brasileiro 2021. Em 11 rodadas e com uma fantástica recuperação do elenco, alcançamos o décimo lugar e afastamos o risco de queda. Este ano, após um péssimo Paulista, estamos na metade da tabela do Brasileiro, chegamos às oitavas da Copa do Brasil e da Sul-Americana. E falhamos. Tenho consciência de que a torcida do Santos merece mais”, declarou o santista. Veja o texto na íntegra abaixo.

“O Santos FC comunica que decidiu fazer alterações no Departamento de Futebol Profissional. O técnico Fabián Bustos e o executivo de futebol Edu Dracena deixam suas funções no time profissional nesta quinta-feira (7). Também saem os auxiliares Lucas Ochandorena e Carlos Caicedo, o preparador físico Marcos Conenna, o gerente de futebol Guilherme Lipi e o assessor do gerente Arnaldo Hase. O Santos FC agradece os serviços prestados pelos profissionais e deseja sorte em suas carreiras. Para o jogo deste domingo (10), contra o Atlético Goianiense, o auxiliar técnico da comissão fixa, Marcelo Fernandes, comanda o time na Vila Belmiro. O presidente Andres Rueda falará em coletiva de imprensa em data e horário a ser divulgado”, informou o clube, em comunicado.

O Santos vive um péssimo momento, tanto dentro quanto fora das quatro linhas. Em grave crise financeira e sem orçamento para fazer grandes investimentos na janela de transferências, a cúpula santista também não viu a equipe melhorar após trocar Fábio Carille por Fabián Bustos. Prova disso é que, nas últimas treze partidas do Peixe, a equipe conseguiu apenas uma vitória sobre o Juventude, um dos piores times do Brasileirão. Com a sequência negativa, o Alvinegro praiano voltou a concentrar suas atenções na luta contra a degola. Apesar de estar no meio tabela,  o conjunto da Baixada Santista tem apenas dois pontos a mais que o Goiás, que abre a zona de rebaixamento. A expectativa, agora, é que a diretoria santista encontre um técnico rapidamente para não passar o sufoco da temporada passada. O próximo compromisso está marcado para este domingo, 10, diante do Atlético-GO, na Vila Belmiro, pela 16ª rodada do Nacional.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe