SAJ Músicos não foram pagos pelos festejos Juninos e 29 de maio

Músicos de Santo Antônio de Jesus entraram em contato com nossa redação pra denunciar a demora dos pagamento pelos serviços prestados no São João de 2022 e alguns até mesmo do cachê dos festejos do aniversário da cidade em 29 de maio.

Informaram que a gestão atual, diferente das 3 gestões anteriores, não pagou os 50% de adiantamento e que além de não receberem antes, o pagamento integral ainda está atrasado. Salientam que pelo edital o pagamento deveria acontecer até no máximo 5 dias úteis após a apresentação, mas já tem banda com 30 dias de atraso.

Também reclamaram da falta de publicidade para os artistas locais esse ano. Chamou atenção a ausência de matérias na mídia e material publicitários para as redes sociais sem referências a apresentação dos artistas locais. Quem tocou no palco principal fez seu próprio card ou gravou seu próprio vídeo chamando os fãs para a festa, pois esse trabalho não foi feito esse ano.

Chama atenção também outros fatores: a artista Joyce França, ficaria sem camarim, caso a sua produção não tivesse contestado pela falta do mesmo, que foi improvisado, de última hora, e nem placa tinha, sendo confeccionada depois. A Banda Forró Menina Bonita foi avisada que só tocaria de 4:30 às 5:00, mas por ironia do destino, foi eles que seguraram a festa devido o atraso de Thiago Aquino.

Já a cantora Carol Souza foi contestada a todo momento por tocar com seu parceiro Guido Freitas, segundo a SECULTSAJ ele seria penalizado se viesse a se apresentar com o mesmo, mas o que ela fez foi dar um grande show, surpreendendo a todos.
Artistas falam da falta de atenção desde a seleção, que aconteceu com muitos erros, até o resultado final. Reclamam também de muita promessa e pouca ação.

A secretária de cultura, Silvia Brito e o prefeito Genival Deolino, ainda não se manifestaram. E os músicos, já fortemente penalizados pela pandemia, aguardam ansiosos pelos referidos pagamentos.

Compartilhe