Rússia promete salvar vida de militares ucranianos que entregarem as armas

A Rússia prometeu nesta terça-feira, 19, salvar a vida de militares ucranianos que se renderem. “Não desafiem a sorte, tomem a decisão correta, a de acabar com as operações militares e deponham as armas”, afirmou o ministério da Defesa russo por meio de um comunicado. A mensagem foi um ultimato às tropas da Ucrânia que operam na cidade portuária de Mariupol, região totalmente destruída por causa dos fortes bombardeios que acontecem desde o início de março. Na nota, os russos também propuseram um cessar-fogo de quatro horas, entre “14H00 (8H00 de Brasília) e 16H00 (10H00 de Brasília), para que todas as unidades do exército ucraniano e todos os mercenários estrangeiros saiam sem armas nem munições. “Nos dirigimos a todos os militares do exército ucraniano e aos mercenários estrangeiros: um destino pouco invejável os aguarda devido ao cinismo das autoridades de Kiev“, insistiu o ministério. Na semana passada, o governo russo informou que mais de mil soldados ucranianos se renderam em Mariupol, mas centenas, de acordo com os separatistas pró-Rússia, permanecem entrincheirados na imensa fábrica de Azovstal, a partir de onde respondem aos ataques das forças russas.

 


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe