Rússia afirma que guerra beneficia EUA, Otan e fabricantes de armas

O vice-embaixador da Rússia na ONU, Dmitry Polyanskiy, acredita que a guerra na Ucrânia está beneficiando os Estados Unidos, os fabricantes de armas americanos e os países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Em fala durante reunião do Conselho de Segurança dedicada à Ucrânia, ele afirmou que o conflito entre os países está servindo ao Ocidente “para travar uma guerra por procuração”. “Vocês precisam dos ucranianos como bucha de canhão, mas não se esquecem de seus interesses”, acrescentou, citando que “ações subiram 40% nas primeiras semanas da ofensiva” e que os países do Leste Europeu, “felizes porque estão se livrando das velhas armas soviéticas que sabem que o Exército russo destruirá e assim eles não precisam reciclá-las, enquanto a Otan lhes promete material novo”. Dmitry Polyanskiy também mencionou que as sanções impostas contra a Rússia, incentivadas pelos Estados Unidos, também beneficia os norte-americanos, que obrigam os europeus a comprar gás americano ao invés do russo. Nesse sentido, Polyanskiy questionou ainda a eficácia do embargo contra Moscou. “A economia russa está indo muito bem, como todos sabem, considerando as novas áreas de desenvolvimento e os novos parceiros”, declarou.

*Com EFE


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe