Relatório de Sustentabilidade 2021, os benefícios do biodiesel para o Brasil

A cidade é
Marialva, no Centro-Norte paranaense, que possui pouco mais de 36 mil
habitantes, segundo estimativas do IBGE, e é conhecida como a capital da uva
fina
. Mas o que tem feito a cidade progredir mesmo é o biodiesel. Só
em 2019, o ecossistema em torno do combustível renovável foi responsável por 38,31%
do PIB
do município.

Não sabe bem o que é biodiesel? Clique e entenda

Esse é um dos dados apresentados no Relatório de Sustentabilidade 2021 da BSBIOS, divulgado neste mês, que mostra os impactos positivos para as pessoas e regiões envolvidas com o combustível renovável.

Confira as
principais contribuições de desenvolvimento sustentável apontadas no reporte.

  • A
    cadeia produtiva de biodiesel da BSBIOS emprega mais de 1,5 milhão de
    pessoas no Brasil, entre elas agricultores familiares, agroindústrias de
    extração de óleo vegetal e indústrias de insumos químicos;
  • De
    2005 a 2019, com as atividades da BSBIOS, a cidade de Passo Fundo (RS) teve
    aumento de R$ 1,4 bilhão na arrecadação de impostos;
  • No
    mesmo acumulado, a companhia contribuiu, de forma direta e indireta, com um
    total de R$ 20,8 bi para o PIB do município gaúcho;
  • Em
    2019, a BSBIOS foi responsável por 21,89% do PIB de Passo Fundo e
    contribuiu, de forma direta e indireta, com 6 mil empregos adicionais na
    cidade;
  • Em
    Marialva (PR), os impactos positivos foram ainda maiores. De 2010 a 2019, a
    arrecadação de impostos no município cresceu R$ 540 mil, devido à
    atividade da empresa;
  • No
    mesmo acumulado, o PIB da cidade paranaense teve um aumento total de R$ 4,2 bi;

  • em 2019, a BSBIOS foi responsável por 38,31% do PIB de Marialva, e
    contribuiu, direta e indiretamente, com a criação de 400 empregos adicionais
    na região.

“Quando
a BSBIOS se instalou em Passo Fundo e em Marialva foi acolhida pela comunidade
e, desde então, teve por norte contribuir com elas. Por meio dos estudos
podemos mensurar o quanto estamos contribuindo. A BSBIOS contribui com a
geração de empregos diretos e indiretos, com o crescimento de riqueza da
região, com a valorização das pessoas e dos produtos produzidos nas regiões”,
afirma Erasmo Carlos Battistella, fundador e CEO da BSBIOS, a maior produtora
de Biodiesel do Brasil.

O Relatório
de Sustentabilidade da BSBIOS segue as diretrizes da Global Reporting
Initiative (GRI), adotando o modelo ESG (Environmental, Social and Governance).

Clique e acesse o relatório completo.

A maior produtora de biodiesel do Brasil

BSBIOS produz biodiesel a partir do óleo de soja e gordura animal.
BSBIOS produz biodiesel a partir do óleo de soja e gordura animal. | Divulgação

Há 17 anos, a BSBIOS – Energia Renovável produz biodiesel de maneira limpa e segura, além de industrializar farelo de soja e outros subprodutos.

Com
sede em Passo Fundo (RS) e Marialva (PR), a companhia atende o mercado nacional
e exporta para outros onze países: África do Sul, Bélgica, China, Coreia do
Sul, Eslovênia, França, Índia, Itália, Rússia, Suíça e Ucrânia.

Em
2021, o faturamento consolidado da BSBIOS foi de R$ 8,8 bilhões, com um
crescimento de 18,5% na produção e 13,2% de market share no Brasil.

A
capacidade de produção também impressiona: são 936 milhões de litros de
biodiesel por ano. Em 2021, as unidades receberam um incremento de 13% na sua
capacidade produtiva.

E
o melhor é que boa parte da matéria-prima dessa produção vem da agricultura
familiar.

A
BSBIOS garantiu a aquisição de percentuais mínimos de matérias-primas de pequenos
produtores
, sendo 40% na região Sul e 30% na região Nordeste, contemplando
mais de 10 mil famílias em 2021. Por isso, a BSBIOS tem o selo de
Biocombustível Social, dado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e
Abastecimento.

Além
disso, a BSBIOS participou do primeiro projeto que substituiu diesel por
biodiesel em coletivos urbanos, em uma cidade do Brasil. Desde 2009, a frota de
ônibus de Curitiba opera 100% com biocombustível, fornecido exclusivamente pela
companhia.


como parte da estratégia de internacionalização, a empresa finalizou a compra
da MP Biodiesel, em Friburgo, na Suíça, que passará a se chamar BSBIOS
Switzerland. A unidade é 100% automatizada e tem capacidade para produzir 5,6
milhões de litros de biodiesel de 2ª geração, exclusivamente da matéria-prima
UCO, que provém da reutilização de óleos de canola e girassol.

Compromisso
com o meio-ambiente

Em 2021, a
empresa realizou um projeto de elaboração do seu posicionamento ESG (Environment,
Social and Governace), que incluiu a revisão da materialidade e a definição de
objetivos estratégicos para a companhia.

Desse processo, surgiu o Manifesto BSBIOS de Sustentabilidade e os 10 Cs, que definem o compromisso de criar e compartilhar valor, a partir de três pilares principais: Cadeia de valor e natureza; Colaboradores e comunidade; e Clientes e Sociedade.

Com isso, a
BSBIOS afirma o seu propósito de participar do desenvolvimento sustentável do
planeta, por meio do Agronegócio e das Energias Renováveis, entendendo a
urgência e a importância da sustentabilidade.

A
empresa possui diversas certificações de especificações técnicas nacionais e
internacionais.

Entre as mais
recentes estão a ISO45001, que foca na melhoria do desempenho de uma
organização no âmbito da saúde e segurança do trabalho, e a ISO14001, que
especifica os requisitos para um Sistema de Gestão Ambiental.

Outra
ação da companhia é o projeto Omega Green, sob a gestão da BSBIOS Paraguay, que
será o primeiro complexo industrial da região produtor de biocombustíveis.

Geração de emprego, investimento econômico e cuidado com o meio ambiente são compromissos da companhia com as regiões em que se instala.
Geração de emprego, investimento econômico e cuidado com o meio ambiente são compromissos da companhia com as regiões em que se instala. | Divulgação

Outro
objetivo da companhia é, até 2030, se tornar empresa Carbono Neutro e
estar entre os três maiores produtores de biocombustíveis do mundo.

“Vamos manter
um portfólio de investimentos em constante renovação, buscando inovação e avanços
tecnológicos com viés das melhores práticas ambientais, sociais e de
governança, com o modelo de governança e sustentabilidade ESG”, explica o
fundador da BSBIOS.

O
biodiesel no Brasil

O Brasil é um
importante produtor de biodiesel, pois produz em grande escala matérias-primas
que são base para o combustível, como a soja, e também de gordura animal, que
antes era descartada.

O país
começou a utilizar o biodiesel efetivamente em 2005, quando foi lançado o
Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB), que estipulou metas
crescentes de uso de biodiesel na matriz energética nacional.

De 2005 a
2007, foi autorizada a adição de 2% de biodiesel ao diesel fóssil, ou seja,
fazendo a mistura dos combustíveis. Atualmente, o uso obrigatório está em 10%
de biodiesel.

A expectativa
é que em 2023 um marco regulatório seja aprovado que estabelece 15% de biodiesel
ao diesel.

Para dar mais
força e importância aos combustíveis renováveis, o Brasil anunciou na
Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas 2021 (COP26) que vai
ampliar sua meta de redução de emissões de gases de efeito estufa de 43%
para 50% até 2030.

“Esses
números se traduzem em um ar mais limpo para as nossas cidades, em mais emprego
e desenvolvimento no campo”, explica o CEO da BSBIOS, Erasmo Carlos
Battistella.

Clique e conheça mais sobre a BSBIOS, a maior produtora de biodiesel do Brasil.

Fonte: Gazeta do Povo
Podcast O Papo É com Guilherme Fiuza e Rodrigo Constantino – Gazeta do Povo

Compartilhe