Reino Unido aplica sanções contra filhas de Putin e do chanceler Lavrov

O Reino Unido anunciou nesta sexta-feira, 8, que vai aplicar sanções às filhas do presidente da Rússia, Vladimir Putin, Katerina Tikhonova e Maria Vorontsova, e à filha do ministro das Relações Exteriores do país, Serguei Lavrov, Yekaterina Vinokurova, atacando o “luxuoso estilo de vida do círculo próximo ao Kremlin”. As três ficam proibidas de entrarem no Reino Unido, onde seus ativos serão congelados, informou a chancelaria britânica, que emula medidas similares às adotadas por Washington e Bruxelas contra as filhas do presidente russo. Anteriormente, os ingleses já haviam aplicado sanções a Polina Kovaleva, filha da suposta amante de longa data de Lavrov.

Assegurando que todas as sanções decididas até agora vão provocar uma crise econômica sem precedentes na Rússia desde a queda da União Soviética, a chefe da diplomacia britânica, Liz Truss, afirmou que mais medidas devem ser aprovadas. “No G7, estamos trabalhando com nossos parceiros para pôr fim ao consumo de energia russa e atingir ainda mais a capacidade de Putin de financiar sua invasão ilegal e injustificada da Ucrânia. Juntos, estamos apertando as porcas dos parafusos da máquina de guerra da Rússia, cortando as fontes de dinheiro de Putin”, declarou Truss. Desde o início da ofensiva militar russa, em 24 de fevereiro passado, o Reino Unido aplicou sanções a mais de 1.200 pessoas e empresas de origem russa, incluindo 76 oligarcas.

*Com informações da AFP


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe