Quem são as filhas de Putin que receberam sanções dos EUA?

Os Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira, 6, sanções as filhas de Vladimir Putin: Maria Putina e Katerina Tikhonova. A ação é em resposta ao massacre que aconteceu na cidade de Bucha, onde dezenas de corpos de civis foram encontrados largados pelas ruas. Segundo os norte-americanos, a razão para elas terem sido atingidas pela nova rodada é por serem suspeitas de esconder a riqueza do presidente da Rússia. Tanto Katherina quanto Maria são maiores de idade e estão na faixa dos 30 anos. Elas são filhas da ex-mulher de Putin, Lyudmila Shkrebneva, e as úncias que são assumidas pelo líder russo.

Maria Putina, de 38 anos, nasceu em Leningrado e, segundo uma reportagem da revista Newsweek, ela é uma médica pediatra e lidera programas financiados pelo Estado que realizam pesquisas genéticas. Maria, estudou Biologia na Universidade Estatal de São Petersburgo e licenciou-se em Medicina pela Universidade Estatal de Moscou. A filha mais velha de Putin, era casada com o empresário holandês Jorrit-Faassen, entretanto, de acordo com o jornalista investigativo Sergey Kanev, ela teria se divorciado em março deste ano.

Diferente de Maria que leva uma vida fora dos holofotes, Katerina Tikhonova, por mais que discreta, tem uma presença maior nas redes sociais. A jovem de 35 anos nasceu na Alemanha Oriental na época em que Putin integrava o serviço secreto da KGB. Ela é formada pela Universidade Estatal de Moscou em Estudos Asiáticos e tem mestrado em física e matemática. Atualmente, é vice-diretora do Instituto de Pesquisa de Sistemas Complexos da Universidade Estadual de Moscou. De acordo com o Tesouro Direto dos Estados Unidos, ela é uma liderança executiva de tecnologia que tem como função apoiar o governo da Rússia e a Indústria de Defesa do país. Katerina Tikhonova já seguiu carreira como bailarina e hoje também atua como atleta profissional de rock acrobática, da qual foi finalista do campeonato realizado em 2014. Segundo a agência Reuters, Katerina se casou em 2013 com Kirill Shamalov, 33.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe