Presidente do Turcomenistão quer fechar famosa ‘Porta do Inferno’; entenda o porquê

Gurbanguly Berdymukhamedov, presidente do Turcomenistão, informou nesta terça-feira, 11, que pretende fechar a área conhecida como ‘Porta do Inferno‘, uma cratera formada na década de 1970 após o deslizamento de terra resultante de uma expedição soviética de perfuração do solo para obter gás. Em uma tentativa de parar a lideranção dos gases, especialistas colocaram fogo no local, que está constantemente em chamas por causa do gás natural desde então. De acordo com Berdymukhamedov, deixar a cratera aberta é um “desperdício de recursos naturais”. O anúncio foi transmitido pelas emissoras locais e reportado para a BBC. “Estamos perdendo matérias-primas naturais de alto valor, das quais poderíamos obter lucro significativo e usá-las para melhorar o bem-estar de nosso povo”, disse em discurso.

A ‘Porta do Inferno’ é o principal cartão-postal do país e atrai milhares de visitantes por ano. Apesar da geração de renda, o presidente também argumentou que a queima constante de gás gera toxinas que estão interferindo na saúde de habitantes e provocando danos ambientais. Um grupo de cientistas e especialistas estrangeiros serão consultados para encontrar uma solução para extinguir as chamas. Berdymukhamedov já tinha tentado fechar o local antes, mas a iniciativa não deu certo.


Fonte: Jovem Pan