Passageiros de cruzeiro diagnosticados com Covid-19 desembarcam na Itália

Um cruzeiro da companhia MSC atracou nesta terça-feira, 4, na cidade de Civitavecchia, na Itália, para desembarcar 150 passageiros que testaram positivo para a Covid-19. O navio deixou Marselha, no sul da França, em 28 de dezembro com 5 mil passageiros, dos quais 150 foram diagnosticados ontem com a doença durante uma parada em Gênova, na Itália. O exame fazia parte do protocolo de segurança da companhia. Os passageiros infectados, “na maioria assintomáticos”, segundo um comunicado da MSC, foram colocados em quarentena em suas cabines. O capitão do navio notificou as autoridades sanitárias sobre o surto de Covid-19, e eles puderam iniciar um primeiro desembarque em Gênova. No porto dessa cidade italiana, desembarcaram primeiro 40 estrangeiros, que foram levados para uma residência sanitária assistencial para cumprirem quarentena.

Hoje de manhã, os demais infectados, na maioria italianos, começaram a desembarcar em Civitavecchia, para serem levados a suas casas por meios privados ou buscados por familiares para também cumprirem quarentena. Após o desembarque das pessoas com Covid, o cruzeiro continuará a viagem de sete dias com os outros passageiros não infectados, com destino a Malta, de acordo com o comunicado. A empresa informou que a situação está “sob controle” graças aos protocolos de segurança que adotou contra o coronavírus e que incluem três testes para os passageiros: no início, na metade – quando o surto foi detectado – e no final da viagem.

*Com informações da EFE


Fonte: Jovem Pan