Parlamento Europeu quer classificar energia nuclear como sustentável

Nesta quarta-feira (6), o Parlamento Europeu apoiou o novo conjunto de regras da União Europeia (UE), que classifica investimentos em usinas nucleares e gás como favoráveis ao meio ambiente. Ambas as fontes de energia receberam o “selo verde” e foram reconhecidas como importantes para mudar os efeitos climáticos causados pelo excesso de carbono na atmosfera.

Agora, a proposta será encaminhada para os estados-membros da União Europeia decidirem se as regras devem ser aplicadas. Por enquanto, as novas diretrizes de gás e energia nuclear dividiram as opiniões dos representantes de países na Europa que buscam respostas para o aquecimento global — 328 legisladores europeus se opuseram a uma decisão que buscava bloquear a atual proposta.

O assunto se tornou mais importante após o corte do gás russo durante a invasão na UcrâniaFonte:  Shutterstock 

Selo verde para energia nuclear

O gás é um combustível fóssil que também é responsável por emissões negativas, contudo, eles argumentam que o gás produz menos emissões que o carvão. Já a energia nuclear não produz gases de CO2, contudo, emite resíduos radioativos. Ambos devem ser usados em um esforço para os países da UE alcançarem a neutralidade de carbono até 2050.

Caso aprovada, a nova regra adicionará as usinas de gás e energia nuclear no livro de regras da UE em 2023 e, assim, permitirá que empresários usem o “selo verde” em investimentos na área. Representantes de Luxemburgo e da Áustria se opuseram a rotular o gás e energia nuclear com o “selo verde” e anunciaram que devem contestar a lei no tribunal superior da UE.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe