Papa Francisco diz que substituir filhos por cães e gatos é sinal de ‘egoísmo’

Em declarações dadas durante Audiência Geral no Vaticano nesta quarta-feira, 5, o Papa Francisco criticou aqueles casais que têm cachorros e gatos no lugar de filhos. “Hoje nós vemos uma forma de egoísmo. Vemos que algumas pessoas não querem ter filhos. Às vezes, eles tem apenas um e é isso, mas eles têm cães e gatos que tomam o lugar dessas crianças. Isso faz as pessoas rirem, mas é a realidade”, afirmou. Francisco considerou que a “negação da paternidade e maternidade” é algo que “tira a nossa humanidade” e prejudica os países. Esta não é a primeira vez que o pontífice se pronuncia sobre o assunto publicamente: em 2014, em conversa com o jornal “Il Messaggero“, ele afirmou que ter animais como forma de substituir filhos é um “fenômeno da degradação cultural” no mundo e disse que o ato sinaliza que as pessoas estão buscando relações mais fáceis e “menos complexas do que as de pais e filhos”.


Fonte: Jovem Pan