Ônibus elétrico da Mercedes: sua produção deve começar ainda esse ano

O ônibus elétrico da  Mercedes Bens do Brasil terá autonomia de 250 KM, e começa a ser criado no segundo semestre, e já tem uma demanda de 100 encomendas. Esse é o primeiro ônibus elétrico da Mercedes-Bens no mercado brasileiro.

Ele começa a ser fabricado em São-Bernardo do Campo (SP) no segundo semestre. Entretanto segundo o chefe global da Buses, Till O Daimler berworder, ja há 100 encomendas para o novo chassis do ônibus batizado de EO500U.

Confira: Fusca motorhome mais caro que uma casa, confira os detalhes

O ônibus elétrico no Brasil já é uma realidade

E segundo o executivo, as entregas serão feitas ainda este ano (2022). E a notícia fica ainda melhor, entre uma recarga e outra, ele pode rodar até 250 KM. De acordo, com as informações da empresa, faz mais sentido inicializar a eletrificação de seus veículos no Brasil. 

Ou seja, isso tem a ver com as mudanças que vem acontecendo nas grandes cidades. Sobre tudo apostando em um tipo de transporte mais eficiente, limpo e silencioso. Entretanto o ônibus elétrico no Brasil já é uma realidade.

Ônibus elétrico da Mercedes: sua produção deve começar ainda esse ano / Foto /Reprodução/ Portal Olhar Digital

O novo ônibus elétrico feito no Brasil

Então, o novo ônibus feito no Brasil faz parte da estratégia da Daimler. Entretanto nesse sentido, a empresa mira em veículos livres de emissões de CO2. Segundo Oberworder, além do ônibus a bateria, também haverá opções a hidrogênio.

Ele afirma que os produtos serão, oferecidos em todos os segmentos, até o ano de 2030. Seja como for o principal foco inicial sera na Europa e na América Latina. Entretanto assim, o objetivo é, até 2039. 

Leia também: Risco preocupante, o lixo espacial pode matar pessoas informam astrônomos

Células o hidrogênio na Europa

A previsão é para que, venda apenas veículos que não geram emissões enquanto rodam. Isso acontece nos principais mercados da Europa. No segmento dos ônibus urbanos, no entanto, a empresa deve chegar a essa meta em 2030 a partir de 2023, a Daimler Buses.

Ira oferecer ônibus elétricos e Citaro com células a hidrogênio na Europa. Porem, elas vão funcionar como extensoras de autonomia. Ou seja às duas tecnologias serão combinadas como resultado, os ônibus elétricos poderão rodar até 400 quilômetros.

Confira: Moto da Honda mais barata e com o dobro de autonomia da Mobylette

Veja a postagem de horigem em: Engenharia Hoje

Compartilhe