“O presidente Bolsonaro tem colocado o Brasil nos trilhos”, diz João Roma em assinatura da concessão da Fiol

O ministro da Cidadania, João Roma, disse nesta sexta-feira (3) que o presidente Jair Bolsonaro tem colocado o Brasil nos trilhos, durante a assinatura, em Tanhaçu, do contrato de concessão do trecho 1 da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), entre Ilhéus e Caetité. Em discurso, Roma destacou realizações do governo federal na Bahia e disse que o foco é melhorar a vida das pessoas que mais precisam.

Participaram da cerimônia também os ministros Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) e Gilson Machado (Turismo), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, o presidente da Valec, André Kuhn, além de prefeitos e parlamentares da Bahia e de outros estados.

“Desculpe ter enchido tanto a paciência para o senhor (Bolsonaro) estar aqui na Bahia, mas era fundamental que o senhor entendesse a dimensão que uma obra como essa tem para o nosso estado. Essa obra se arrasta há décadas, pessoas aqui falavam que não ia sair do papel. Portanto, essa parceria tem sido fundamental para colocar o Brasil nos trilhos, presidente, que é o que o senhor vem fazendo: o senhor tem colocado o Brasil nos trilhos”, disse Roma.

O ministro destacou que o governo Bolsonaro tem feito investimentos históricos na Bahia, como a duplicação da BR-101, que foi esquecida por governos anteriores. “A gente tem um foco principal que é melhorar a vida do brasileiro que mais precisa e não vamos deixar ninguém para trás”, afirmou.

“Tem gente aqui na Bahia, presidente, que quando eu disse que o senhor era o que mais estava fazendo pela Bahia, disseram que eu não sabia fazer conta. O senhor sabe que o artilheiro tem que ser bom de conta também, né? Mas só no Auxílio Emergencial, em um ano, o senhor fez mais do que em treze anos do governo passado”, complementou Roma.

O ministro ainda destacou que Bolsonaro tem destravado obras na Bahia que “eram verdadeiros monumentos ao descaso”. “Obras que estavam se arrastando por décadas. Por que não fizeram, se tiveram tanto tempo no governo federal e do governo do estado. A Bahia cansou de propaganda. A Bahia quer providências”, salientou.

João Roma também falou sobre o Auxílio Brasil, novo programa social do governo Bolsonaro que deve ser lançado em novembro, após o pagamento do Auxílio Emergencial. “Nós estamos indo além do programa social para que a pessoa, além ter a garantia de um sustento na sua situação de vulnerabilidade, ela tenha também o direito o direito pleno à sua cidadania para poder transformar sua realidade. Ninguém é condenado a viver em situação difícil. As pessoas precisam do governo para cada vez mais andar com dignidade, com respeito ao próximo”, finalizou.