Na OMS, Queiroga defende atuação do governo durante a pandemia de Covid-19

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou nesta segunda-feira, 23, da Assembleia Mundial da Saúde, da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em seu discurso, ele defendeu a atuação do governo federal durante a pandemia de Covid-19. “O governo do Brasil defende de forma intransigente a vida, desde a concepção, a liberdade, a paz, e o respeito à soberania dos estados. Desde o começo da pandemia de Covid-19, o governo do presidente Jair Bolsonaro atuou para preservar vidas, conciliando o equilíbrio econômico e a justiça social”, iniciou. O ministro também citou o lucro “expressivo” das farmacêuticas durante a crise sanitária e pediu o desenvolvimento de vacinas “ainda mais custo-efetivas, seguras e eficazes.”

Queiroga não citou o número de mortes pela doença – mais de 666 mil – e atribuiu a redução nos índices dos últimos meses à vacinação. O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, também discursou no evento e defendeu que os países continuem com os cuidados contra a Covid-19. “Em muitos países todas as restrições foram suspensas e a vida se parece muito com antes da pandemia. Então acabou? Não, certamente não acabou”, declarou.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe