Mourão minimiza apoio bolsonarista ao AI-5: ‘Tem gente que sai de foice e martelo ainda’

O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) minimizou a defesa de grupos bolsonaristas em atos de apoio ao governo em que manifestantes pedem a volta do AI-5, durante fala nesta segunda-feira, 16. Segundo o general, trata-se apenas de uma “fase da história do Brasil” que “tem suas características e seus aspectos”. “Isso aí já passou, né? Quem nasceu em 1968 tem quantos anos hoje, 54?”, questionou. Ao ser indagado sobre o porquê os apoiadores que defendem o governo federal se identificam com esta pauta, Mourão afirmou que “tem gente que sai de foice e martelo ainda, cada um com a sua loucura”.

As falas de Hamilton corroboram com a opinião expressada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o tema. No último domingo, 15, o mandatário alegou que “manifestações espontâneas” como as de “7 de setembro e 1º de Maio” não podem ser consideradas como atos antidemocráticos. “O maluco levanta uma faixa lá ‘AI-5’. Existe AI-5? Você tem que ter pena do cara que levanta a faixa do AI-5. Eu sou o chefe das Forças Armadas. Você acha que um maluco vai levantar uma faixa e eu vou para lá? Parem de ser ingênuos”, argumentou o presidente.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe