Mourão afirma que números de garimpeiros em território Yanomami são ‘fantasiosos’

O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) participou de uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 11, após a após a 8ª reunião do Conselho Nacional da Amazônia Legal (Cnal) e afirmou que alguns dados difundidos sobre o número de garimpeiros no território Yanomami são “fantasiosos”. “Existem alguns dados que muitas vezes são fantasiosos, como aquela história de que existem 20 mil garimpeiros [no local]. Nossa avaliação é que temos na faixa de 3 mil [garimpeiros], que já é um numero, vamos dizer assim, extremamente fora do que se destina a terra indígena. […] Esse garimpo no território Yanomami é recorrente”, alegou.

Questionado sobre as denúncias de possíveis crimes na região, como estupros e desaparecimentos de indígenas da comunidade, o político alegou que as investigações correm sob cuidado da Polícia Federal. “Muitas vezes esses fatos são colocados e não é tão simples da gente conseguir identificar, seja o agressor ou as próprias vítimas, pelas características da região”, disse o membro do governo. Mourão ressaltou ainda que existem grupos indígenas que querem explorar o garimpo e que existem problemas de governança local, mas pontuou que é tarefa do governo federal “proteger e assegurar os direitos dessa população”.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe