MDB, PSDB e Cidadania vão encomendar pesquisa para definir candidato da terceira via

Os representantes da terceira via se reuniram na manhã desta quarta-feira, 11, na sede do PSDB, em Brasília, para definir os critérios de escolha do candidato único. Estiveram presentes os presidentes do MDB, Baleia Rossi, e do PSDB, Bruno Araújo, além do vice-presidente do Cidadania, Daniel Coelho. Roberto Freire, presidente do Cidadania, participou remotamente do encontro. O chamado “centro-democrático” pretende anunciar, no dia 18 de maio, uma postulação única que possa tentar se contrapor à polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera as pesquisas de intenção de voto para o Palácio do Planalto, e o presidente Jair Bolsonaro (PL), que busca a reeleição. Para a escolha do nome da terceira via, as legendas irão realizar pesquisas qualitativa e quantitativa entre os pré-candidatos do MDB, a senadora Simone Tebet, e do PSDB, o ex-governador de São Paulo João Doria.

Não foi informado se outra opção, como o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), será incluída no levantamento. Interlocutores de Araújo consultados pela Jovem Pan que a reunião foi “fechadíssima”. Segundo a nota oficial, os partidos comunicaram que os parâmetros iniciais foram propostos pelo MDB e aprimorados pelos presidentes das demais agremiações. “Serão agora apresentados à aprovação das instâncias partidárias e aos postulantes à Presidência para que, em curto prazo, seja apresentado ao povo brasileiro um projeto democrático que aglutine esperança no futuro do País”, explica o informe. O União Brasil, um dos partidos que fazia parte da terceira via, desembarcou do movimento no último dia 4 e anunciou que terá uma candidatura de “chapa pura” para a disputa pela Presidência da República. Com isso, além do nome de Luciano Bivar, cacique partidário, o posto de vice-presidente será ocupado por um outro nome da legenda.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe