Mais de 5 mil voos são cancelados após avanço da variante Ômicron

Os novos avanços da variante Ômicron do coronavírus levaram ao cancelamento de mais de cinco mil voos em todo o mundo nos últimos dias. De acordo com a empresa norte-americana Flifht Aware, que faz monitoramento de frotas aéreas, ao menos 5.048 já haviam sido suspensos nos últimos dois dias – 24 e 25 de dezembro -, quando milhares de pessoas viagem pelas festividades de Natal. Além disso, outras 17.954 sofreram atrasos de última hora. Dos voos cancelamos, mais de 25% tinham como destino ou ponto de partida os Estados Unidos. O cancelamento parcial de voos em razão da nova cepa já havia sido anunciado por algumas companhias aéreas, como a Delta Airlines e a United Airlines. A Delta afirmou que estava “esgotando todas as opções e todos os recursos” para garantir as operações programadas, mas, até a tarde deste sábado, 25, já havia cancelado 308 voos.

A United, por sua vez, cancelou 12% das viagens, o que representa 240 voos. A companhia aérea afirmou que o aumento dos casos de Covid-19 pelas infecções pela Ômicron nos Estados Unidos tem um impacto direto nas tripulações, o que explicaria os cancelamos. Outras companhias aéreas, como a Lufthansa, informou sobre o cancelamento de várias rotas transatlânticas durante as férias de Natal após um “aumento maciço” de mortes por doença entre seus pilotos. A China Eastern, a Air China, Lion Air e a estatal Air India também cancelaram voos.


Fonte: Jovem Pan