Lula discute guerra na Ucrânia e situação política da Europa com o presidente de Portugal

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente de Portugual, Marcelo Rebelo de Souza, se encontraram na manhã do último domingo, 3, na residência do cônsul geral de Portugal em São Paulo, Paulo Nascimento, que fica no Jardim Paulista. Também esteve presente nesse encontro Celso Amorim, que foi ministro das Relações Exteriores durante o governo Lula. De acordo com a equipe do petista, o encontro durou cerca de uma hora e meia, e os dois conversaram sobre a situação política na Europa, na América Latina e também sobre a guerra na Ucrânia. O presidente de Portugal já chegou a dizer que Brasil e Portugal estão em lados opostos da guerra, afirmando que Portugal está ao lado da Ucrânia e que o Brasil ainda não demonstrou essa mesma posição.

Rebelo ainda se encontraria com o presidente Jair Bolsonaro (PL) em um almoço nesta segunda-feira, 4, mas o presidente brasileiro cancelou a agenda depois de saber que Rebelo se encontrou com o ex-presidente Lula. Rebelo já se posicionou sobre essa questão, disse que “não se morre porque um almoço foi cancelado”, que “não tem drama nessa questão” e que “quem convida para almoçar é que decide se quer ou não”, que “se o presidente da República Federativa do Brasil entende que não pode, não quer, não é oportuno e que não entra na sua programação, que respeita quem convida deixar de convidar pela razão que queira, seja por uma inoportunidade política ou pessoal”. O presidente de Portugal chegou ainda no Brasil no último sábado, 2, e participou de uma sessão comemorativa do centenário da travessia aérea do Atlântico Sul por Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

*Com informações da repórter Nanny Cox


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe