Juliana Paes abre o jogo e fala o que realmente pensa do atual governo

A atriz Juliana Paes falou abertamente sobre as críticas que recebeu nas redes sociais após fazer alguns posicionamentos políticos. A intérprete de Maria Marruá no remake de “Pantanal” relatou que esse período “foi um momento de muita angústia”. “Acho que eu tentei falar um pouco sobre o que estava se passando comigo por dentro. Foi uma desidentificação com o cenário político atual. O pacote que eu desejo não está em nenhum lugar. Eu me expressei de forma errada e isso me trouxe, em um primeiro momento, muita angústia, mas depois teve uma coisa muito boa, uma reflexão, uma vontade de entender mais, de me inteirar. Tenho lido mais e procurado saber mais [sobre o assunto]”, comentou a artista em entrevista ao colunista Leo Dias. 

Juliana também negou que apoia o governo de Jair Bolsonaro, como muitas vezes foi especulado nas redes sociais. “Não apoio esse atual governo e é difícil para caramba quando alguém diz que você é isso [ou aquilo]. Eu não posso defender a política de um governo que foi contra a vacina no momento em que a gente precisou tanto da ciência desenvolvendo um bom trabalho, um governo que tem sucateado a arte, que não tem representado mulheres, negros e que não fala em nome da comunidade LGBTQIA+. Não tem como”, afirmou. A atriz também disse que não pretende mais fazer comentários políticos nas redes sociais, mas acredita que o assunto deveria, sim, ser discutido sem extremismos. “A internet é um palco muito importante para essas discussões, as redes sociais são uma ferramenta excelente para isso. Torço para que esse debate público seja feito de um jeito saudável e que a gente consiga debater sem que [a rede social] seja um palco de um julgamento coletivo.”

Uma das principais polêmicas envolvendo Juliana foi quando ela defendeu Nise Yamaguchi após a médica prestar depoimento na CPI da Covid. Em meio às críticas, a atriz postou um vídeo direcionado a uma colega de profissão. No post, publicado em junho do ano passado, ela disse que foi “agredida” pelas “palavras caluniosas” da artista, da qual não citou o nome. “Você critica a minha escolha de não militar publicamente, escolhendo um dos lados políticos nesse debate todo, então deixa eu te falar sobre o que eu penso. Estamos vivendo um dos momentos mais nebulosos. O mundo inteiro está angustiado. Qualquer assunto é politizado”, declarou a atriz no vídeo. Na ocasião, muitas pessoas comentaram que entenderam o discurso como um recado para a atriz Samantha Schmutz. Elas atuaram juntas na novela “Totalmente Demais” (2015), da Globo.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe