Intolerância à lactose: o que é, quais são os sintomas e como tratar

*Este texto foi escrito com base em informações de agências e autoridades sanitárias, hospitais e especialistas em saúde. Se você ou alguém que você conhece possui algum dos sintomas descritos aqui, nossa sugestão é que um médico seja procurado o quanto antes.

Conhecida principalmente pelos desconfortos gastrointestinais, a intolerância à lactose diz respeito à dificuldade do organismo em digerir o açúcar do leite. Essa complicação é responsável por dores abdominais, gases e diarreia.

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, a intolerância é diferente do quadro alérgico. Quando apresentamos alergia, estamos falando de uma reação do nosso sistema imunológico à proteína do leite. Já quando somos intolerantes, significa que o organismo é incapaz de digerir a lactose.

Intolerância à lactose pode causar desconforto abdominal

Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura e descubra o que é, quais os sintomas e tratamentos que envolvem esse problema. Confira!

Qual é a causa da intolerância à lactose?

A intolerância à lactose é causada pela resistência do corpo em produzir a enzima lactase – responsável por quebrar o açúcar presente no leite. Sendo assim, quando uma pessoa que possui o problema ingere alimentos com lactose, o organismo manifesta alguns sintomas desconfortáveis.

Isso porque o composto permanece no intestino e é fermentado por bactérias que se encontram no trato gastrointestinal.

Vale ressaltar que é possível desenvolver a intolerância ao longo dos anos, ou seja, podemos nascer com alta produção de lactase e, conforme envelhecemos, ela diminui. Aliás, esse é um fato bastante comum em pessoas que desenvolveram a complicação.

Afinal, durante a infância nossa alimentação é feita, quase que exclusivamente, por meio do leite. Mas conforme crescemos, outras refeições começam a se tornar parte do dia a dia, fazendo com que a produção de lactase diminua naturalmente.

Quais são os sintomas da intolerância à lactose?

Como já mencionado, os principais sintomas atacam o sistema gastrointestinal. Assim, o desconforto na região da barriga acontece e pode se manifestar de várias formas, que variam de pessoa para pessoa.
Entretanto, entre os sinais mais comuns estão:

  • Dor na região da barriga;
  • Inchaço abdominal;
  • Gases;
  • Diarréia;
  • Dor de Cabeça;
  • Azia.

A idade pode influenciar na intensidade do incômodo, assim como outras comorbidades. Porém, o risco do problema se agravar é bem pequeno, não sendo uma questão alarmante para a saúde.

Afinal, como é feito o diagnóstico e tratamento da baixa produção de lactase?

O diagnóstico da intolerância à lactose costuma ser bastante prático. No início é necessário descartar qualquer outra doença que possa vir a ser mais grave, claro. Depois, o histórico do paciente é analisado, bem como o relato de dores e manifestações sintomáticas.

LactoseLeite e derivados devem ser evitados por pessoas intolerantes à lactose

Por fim, é realizado um exame de sangue. A primeira coleta sanguínea deve ser feita em jejum e a segunda só após a pessoa beber uma dose de lactose concentrada. Dessa maneira, os resultados serão comparados para um diagnóstico certeiro.

Já o tratamento deve ser feito com a manutenção alimentar. Isto é, se você possui intolerância é necessário diminuir consideravelmente o consumo de produtos que tenham lactose.

Manter uma dieta balanceada e rica em vegetais é a melhor saída para equilibrar o organismo. Além disso, buscar auxílio médico é a melhor forma para melhorar os desconfortos causados por essa complicação.

Vale lembrar que hoje em dia temos enzimas lactase em cápsulas, que auxiliam na produção do composto. É uma maneira prática e efetiva para poder escapar da dieta sem mal-estar.

Quais são os alimentos que devem ser evitados?

Como citado anteriormente, alguns alimentos devem ser evitados nas refeições para manter o bom funcionamento do sistema gastrointestinal em casos de intolerância.

Aqui nós listamos alguns, confira:

  • Embutidos;
  • Processados;
  • Leite e derivados.

E então, o que achou da matéria? Aproveite e compartilhe em suas redes sociais, especialmente com amigos e familiares que apresentam intolerância à lactose. Manter-se informado sobre o assunto é uma ótima forma de viver uma vida mais leve e saudável, sem os desconfortos causados pela complicação.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe