Ibovespa tem terceira alta consecutiva e volta aos 98 mil pontos; dólar cai

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, subiu 1,37% nesta terça, 19. O resultado foi o terceiro avanço consecutivo e levou o índice ao patamar de 98.245 pontos. O resultado positivo foi puxado pelo exterior – as bolsas norte-americanas também subiram, com Dow Jones em uma alta de 2,43%, S&P 500 de 2,76% e Nasdaq, 3,11%. O dia foi marcado pela divulgação de balanços de empresas nos Estados Unidos, com resultados positivos, o que trouxe animação aos investidores de que uma recessão pode não acontecer e reduziu a aversão ao risco. No Ibovespa, as ações da Petrobras se valorizaram com o anúncio de redução no preço da gasolina: as ações ordinárias subiram 1,12% e as preferenciais, 2,03%. Empresas do setor financeiro, como Itaú, Banco do Brasil, Santander e Bradesco, também avançaram.

Já o dólar teve uma leve queda, de 0,1%, e fechou o dia cotado a R$ 5,42. Com a aversão ao risco menor, a moeda norte-americana se enfraqueceu, já que é considerada um porto seguro pelos investidores. Os operadores e corretoras também aproveitaram o momento para realização de lucros após as fortes altas dos últimos dias. O índice DXY, que mede o desempenho do dólar contra uma cesta de outras seis divisas de países desenvolvidos, teve baixa de 0,64%, aos 106,682 pontos. O euro, principalmente, se fortaleceu e fechou o dia cotado a US$ 1,02 devido à expectativa de que o Banco Central Europeu (BCE) possa subir os juros na zona do euro em 0,5 ponto percentual, e não 0,25. Assim, o BCE demonstra a intenção de combater a inflação, que chegou a 8,6% no bloco na comparação anual em junho.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe