Ibovespa cai para menor nível desde novembro de 2020 com inflação nos EUA; dólar também recua

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, caiu 0,4% nesta quarta, 13, e fechou o dia com 97.881 pontos, o menor nível desde 4 de novembro de 2020 (97.866 pontos). A queda foi puxada principalmente pelos dados da inflação dos Estados Unidos divulgados nesta quarta: a alta de preços foi de 1,3% em junho, maior do que a esperada (1,1%) e, no acumulado de 12 meses, o total chegou a 9,1%, maior índice desde novembro de 1981. Por causa desse resultado, os investidores temem que um aumento mais agressivo da taxa de juros seja feito nos Estados Unidos como forma de combater a inflação, o que os leva a buscarem segurança em títulos do país norte-americano, que se tornam mais atraentes.

O dólar recuou 0,6% e fechou o dia cotado a R$ 5,40, em uma sessão de correção após perdas recentes do real, que chegam a 10% apenas no mês de junho. O ajuste também foi favorecido pelos ganhos em commodities no exterior, que tiveram um dia mais tranquilo após quedas nos últimos pregões. Embora o euro tenha ficado abaixo do dólar por alguns momentos, a moeda da União Europeia terminou a sessão ainda valendo ligeiramente a mais que sua contraparte dos Estados Unidos. O índice DXY, que mede o comportamento do dólar ante uma cesta de seis moedas de países desenvolvidos, recuava 0,04%, negociado a 108,03 pontos.

 


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe