Fachada do Ministério da Saúde, em Brasília.| Foto: Arquivo/Gazeta do Povo

O Ministério da Saúde vai pedir à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a liberação do uso de autoteste para diagnóstico de Covid-19 no Brasil. O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, afirmou que a pasta irá encaminhar uma nota técnica para solicitar a avaliação. A informação foi divulgada pelo Estadão/Broadcast.

Cruz disse que os autotestes de antígeno, o mesmo oferecido nas farmácias, podem ser uma “importante ferramenta de apoio” para conter a disseminação do novo coronavírus. “A mensagem é que o autoteste é uma ferramenta de apoio e não substitui o diagnóstico do profissional de saúde. A pessoa deve fazer o teste e, caso esteja com sintomas, deve ir ao posto de saúde ou hospital se certificar do diagnóstico”, ressaltou o secretário.

Segundo a Anvisa, o uso de autoteste precisa ser vinculado com políticas públicas, pois a Covid-19 é enquadrada como uma doença de notificação compulsória. “Deve-se levar em consideração também o impacto relacionado a possíveis erros de execução de ensaios, que, além de repercutir na qualidade de vida dos usuários, podem afetar os programas de saúde pública”, disse a agência em nota divulgada na sexta-feira (7).