Governo prevê salário mínimo de R$ 1.294 em 2023, o quarto ano seguido sem aumento real

O governo federal prevê que o salário mínimo seja de R$ 1.294 em 2023, R$ 82 a mais do que os atuais R$ 1.212, segundo o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) encaminhado ao Congresso nesta quinta-feira, 14. Caso se concretize, será o quarto ano seguido que o reajuste é dado sem aumento real, ou seja, apenas com o reajuste da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Para o ano que vem, o Executivo projeta alta de 6,7% no indicador. “Cabe explicar que a LDO não altera o valor do salário mínimo diretamente, sendo esse valor apenas uma estimativa para ser considerada na Lei Orçamentária de 2023. O aumento efetivo dependerá de uma lei específica”, informou o Executivo em nota.

A PLDO, que apresenta as metas e prioridades da administração pública federal, também aponta para o déficit primário de R$ 65,91 bilhões para os Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social e R$ 3 bilhões para o Programa de Dispêndios Globais. A peça ainda indica as projeções do Executivo para a economia. Para o ano que vem, o governo estima o pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o indicador oficial da inflação doméstica, encerre com alta de 3,3%, e reduza para 3% em 2024. O IPCA acumulado de 12 meses em março foi a 11,3%. Já a previsão do Produto Interno Bruto (PIB) aponta para alta de 2,5%. A economia brasileira cresceu 4,1% em 2021.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe