Ministro da Cidadania, João Roma, está acompanhando os trabalhos na região| Foto: úlio Dutra/ Min. Cidadania

Equipes dos ministérios da Cidadania e da Saúde desembarcaram neste domingo (26) no sul da Bahia para auxiliar moradores das cidades atingidas pelas fortes chuvas da região. “É um somatório de ações, sem disputa política ou ideológica, que precisamos desenvolver em parceria para minimizar o sofrimento da população e fazer a vida voltar ao normal o mais rápido possível”, avaliou o ministro da Cidadania, João Roma.

Uma base de apoio para facilitar as ações, instalada na cidade de Ilhéus, no sul do estado, terá o reforço de equipes da Polícia Militar da Bahia, do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, da Secretaria Nacional de Defesa Civil, da Superintendência Estadual de Defesa Civil e da Polícia Rodoviária Federal, que enviará aeronaves e agentes. Uma escola da cidade baiana servirá de alojamento para os agentes envolvidos na força tarefa e outra será o quartel-general das atividades.

Em entrevista à Globo News, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que “não conhece na história da Bahia um desastre dessa proporção”. Até agora, 18 pessoas morreram por causa dos temporais, segundo o Corpo de Bombeiros.

“Infelizmente, em toda a região Sul da Bahia o cenário é devastador. Há muitas comunidades e centros comerciais completamente embaixo d’água”, afirmou o governador.

Em Salvador, os moradores dos bairros de dois bairros também foram orientados a sair de casa na noite de sábado (25) depois que o nível de chuvas ultrapassou 150 milímetros em 72 horas. Segundo a defesa civil municipal, as chuvas em novembro foram as maiores em 10 anos e as de dezembro também estão acima da média.