Governo da Venezuela acusa oposição de ‘saquear’ recursos do país

O chanceler da Venezuela, Felix Plasencia, acusou nesta segunda-feira, 27, a oposição de saquear continuamente recursos do país. A acusação, mais uma desse tipo por parte de um integrante do governo de Nicolás Maduro, foi feita depois que o embaixador dos Estados Unidos na Venezuela que opera a partir da Colômbia, James Story, parabenizou os anti-Chavistas por aprovar a continuidade da Presidência interina de Juan Guaidó. O líder opositor é reconhecido como presidente venezuelano por mais de 40 nações. “Eles pretendem continuar com o flagrante saque dos recursos de todos os venezuelanos por uma classe política sem escrúpulos, divorciada dos interesses nacionais. Mais cedo ou mais tarde, a justiça prevalecerá e eles terão que ser responsabilizados perante nosso povo”, escreveu o ministro de Relações Exteriores em sua conta no Twitter.

Da mesma forma, o ministro da Comunicação, Freddy Ñáñez, usou a mesma rede social para declarar que por trás do que chamou de “artimanhas do governo interino” está o interesse de “perpetuar o sequestro de ouro e o roubo de nossa riqueza no exterior”. “Que a história nunca esqueça os lacaios que se prestam a este saque”, bradou. Guaidó se proclamou presidente do país em 23 de janeiro de 2019, quando também liderava a Assembleia Nacional (AN, Parlamento) – então com uma maioria da oposição – com base em uma leitura particular da Constituição que lhe permitiu ser chefe de Estado por apenas 30 dias.

*Com informações da EFE


Fonte: Jovem Pan