Governo da Rússia se recusa a comentar baixas no naufrágio do navio Moskva

O governo da Rússia se recusou a comentar as baixas sofridas no naufrágio do Moskva, um dos principais navios russos no Mar Negro. As forças armadas da Ucrânia dizem ter afundado a embarcação na semana passada. “Todas as informações são divulgadas pelo ministério da Defesa. Não temos a prerrogativa de comunicar”, disse o porta-voz da presidência, Dmitri Peskov, nesta terça-feira, 19. A Marinha e o Ministério da Defesa da Rússia não divulgaram um balanço sobre o naufrágio do Moskva, que contava com uma tripulação de centena de pessoas. Oficialmente, a tripulação foi retirada e as autoridades dizem que não há mortos, feridos ou desaparecidos. Entretanto, depoimentos de familiares dos tripulantes mencionam marinheiros desaparecidos. Mesmo com a Ucrânia dizendo ser responsável por afundar o navio, os russos afirmaram que uma explosão das próprias munições foi responsável por afundar o navio. Após o navio afundar, as forças armadas russas optaram por atacar instalações militares da Ucrânia. Na sexta-feira, 15, e no sábado, 16, os alvos foram fábricas de armas. Uma delas era responsável por usar os mísseis que, supostamente teriam afundado o Moskva.

*Com informações da AFP


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe