Glaucoma e diabetes podem levar à cegueira; saiba mais

Glaucoma e diabetes são doenças silenciosas que, se não tratadas, podem levar à cegueira. Para combater esses males por meio da informação, foi criada a campanha Abril Marrom, um alerta à população brasileira sobre problemas que podem levar à perda irreversível da visão e que podem ser evitados.

Entenda a seguir como essas doenças atingem a visão e de que maneira é possível evitar sua progressão.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% das causas das doenças dos olhos podem ser prevenidas ou tratadas. O relatório mundial sobre visão da entidade, de 2019, afirma que ao menos 2,2 bilhões de pessoas têm deficiência visual ou cegueira no mundo.

Campanha Abril Marrom foi criada para incentivar o cuidado com os olhos

Já o número de portadores de deficiência visual que poderiam ter seus casos evitados é de pelo menos 1 bilhão de pessoas.

No Brasil, 6,5 milhões de pessoas possuem deficiência visual, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Conforme dados divulgados pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), 1,577 milhão delas (0,75% da população) possui cegueira. Destes, 74,8% dos casos poderiam ter sido prevenidos ou curados.

Causas da cegueira

Segundo Fernando Malerbi, coordenador da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e membro da Sociedade Brasileira de Retina e Vitreo (SBRV), em entrevista sobre o Abril Marrom à Agência Brasil, as principais causas da cegueira em adultos são a degeneração macular relacionada à idade (DMRI), a catarata, o glaucoma e o diabetes.

A degeneração macular relacionada à idade atinge os idosos após os 60 anos de duas formas: seca ou úmida. Na forma seca, o tratamento é um composto de vitaminas que retarda a evolução: na úmida, o tratamento é feito com a injeção de medicamentos por via intraocular.

Já a catarata, caracterizada pela visão embaçada, pode ser tratada por cirurgia, segundo Malerbi, enquanto glaucoma e diabetes possuem características diversas e necessitam prevenção.

Conheça a seguir as causas das doenças evitáveis para entender como é possível preveni-las e tratá-las antes do agravamento dos sintomas.

Glaucoma

A doença surge quando o nervo óptico começa a apresentar danos. A informação visual deixa de percorrer de forma correta o trajeto entre o olho e o cérebro de maneira gradual, lenta e imperceptível. Mas, apesar de silenciosa, depois de um dano considerável surgem “pontos cegos” na visão.

oftalmologistaVisitas regulares ao oftalmologista ajudam a prevenir o surgimento de doenças que levam à cegueira

Visitas regulares ao oftalmologista – ao menos uma vez ao ano – podem identificar o problema e fazer com que o paciente inicie o tratamento para evitar a progressão da doença. Caso contrário, com o tempo, todo o nervo óptico é destruído e ocorre a cegueira, que pode levar à perda total de visão devido ao aumento da pressão intraocular.

O tratamento do glaucoma é feito por meio de exercícios para diminuir a pressão interna dos olhos e pelo uso regular – mesmo quando o paciente estiver sem sintomas – de colírios específicos.

Diabetes

A retinopatia diabética (RD) é causada por danos nos vasos sanguíneos do tecido sensível à luz na parte de trás do olho (retina). A condição pode se desenvolver em qualquer pessoa que tenha diabetes tipo 1 ou tipo 2 e ocorre quando a doença não é controlada.

Assintomática no início, a RD só apresenta alterações visuais súbitas e indolores em estágios avançados. Para evitá-la, é preciso realizar o mapeamento de retina periodicamente com oftalmologista e manter o diabetes sob controle.

O tratamento, feito com medicamentos ou procedimentos cirúrgicos, impede a evolução do quadro e, por isso, o diagnóstico precoce é fundamental para impedir a perda da visão.

Campanha Abril Marrom

A iniciativa é realizada em conjunto pelas sociedades brasileiras de Retina e Vítreo (SBRV) e de Diabetes (SBD) e leva a cor marrom no nome porque esse é o tom da da íris (a cor mais visível dos olhos) da maioria dos brasileiros.

Para evitar a perda de visão, consulte regularmente um oftalmologista.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe