Garganta inflamada: causa e principais soluções

*Este texto foi escrito com base em informações de agências e autoridades sanitárias, hospitais e especialistas em Saúde. Se você ou alguém que você conhece tem algum dos sintomas descritos aqui, nossa sugestão é que um médico seja procurado o quanto antes.

Ninguém gosta de se sentir desconfortável, não é mesmo? E quando se fala de garganta inflamada, a sensação estranha parece ser elevada a potências maiores. Especialmente porque beber água, comer alguma coisa sólida e até mesmo falar pode ser desgastante nessa situação. Mas você sabe o que pode causar a inflamação na garganta?

No texto abaixo, você confere as principais causas dessa infecção, bem como sintomas, riscos e tratamentos indicados. Obviamente, em caso de qualquer problema de saúde, buscar um médico especializado é a melhor solução. Considerando isso, aproveite o conteúdo!

(Freepik/Reprodução)Fonte:  Freepik 

Por que a garganta inflama?

Em linhas gerais, a famosa dor de garganta pode ocorrer devido a infecções virais, o que inclui resfriados, gripes e outros problemas, como infecções bacterianas, cujos tratamentos requerem mais atenção e um pouco de paciência.

A inflamação pode causar muito desconforto, principalmente quando os indivíduos engolem. Nesse sentido, é fundamental procurar um médico para avaliar a condição da região — formada pela faringe e laringe, incluindo glote, epiglote, esôfago e traqueia — e evitar que complicações apareçam com o tempo.

Leia também: Vacina universal contra gripe começa a ser testada nos Estados Unidos

Além de gripes e resfriados, sarampo, catapora, covid-19, alergia, faringite, clima seco, tensão muscular, tumor e refluxo também estão ligados à irritação do local.

Quais são os sintomas da infecção?

Conforme já citado, entre os sintomas principais estão a dor na região da garganta, sensação de coceira, desconforto ao engolir e até mesmo respirar, inchaço das mandíbulas ou região do pescoço, amígdalas inchadas e com vermelhidão além do normal, manchas brancas na região das amígdalas, voz rouca, tosse, febre e dores de cabeça.

É possível que algumas pessoas também tenham sintomas mais específicos, incluindo espirro, dor muscular e de ouvido, náusea, vômito, dificuldade para respirar, sangue na saliva e dificuldade para falar ou abrir a boca.

(Freepik/Reprodução)(Freepik/Reprodução)Fonte:  Freepik 

Se essas dores e desconfortos não passarem em até sete dias, pode ser que o problema seja mais grave do que parece. Portanto, não hesite em ir ao hospital mais próximo para agendar um atendimento com um especialista.

Existe algum risco de complicação?

Por ser uma questão de saúde, há sempre riscos, pois o corpo humano é cheio de surpresas. Sendo assim, qualquer pessoa pode ter inflamação na garganta e ter complicações conforme o tempo passa. Logo, cultivar alguns hábitos específicos na rotina pode evitar que isso aconteça.

Algumas dicas incluem manter o ar em circulação a partir da abertura de janelas, aumentar a imunidade por meio de boa alimentação e exercícios físicos, evitar compartilhar toalhas, lençóis e outros utensílios de uso pessoal, lavar bem as mãos, ter um frasco de álcool em gel sempre à disposição e evitar contato com pessoas doentes.

Mesmo com essas práticas, existem pessoas que ainda ficam expostas a certas situações que não conseguem controlar. É o caso dos fumantes passivos, por exemplo, e indivíduos que têm doenças crônicas. Embora eles estejam mais suscetíveis a terem dor de garganta, muitos problemas podem ser evitados com essas práticas.

Quais são os tratamentos para garganta inflamada?

Para saber qual é o melhor tipo de tratamento em caso de inflamação na garganta, é preciso consultar um médico. Contudo, o desconforto pode surgir repentinamente e, antes de ir ao hospital mais próximo, muitas vezes, algumas medidas precisam ser tomadas para que o alívio da dor seja imediato.

(Freepik/Reprodução)(Freepik/Reprodução)Fonte:  Freepik 

Receitas naturais

Pela internet, é possível encontrar algumas receitas que prometem ser milagrosas para esse tipo de inflamação. No entanto, algumas delas não têm respaldo científico e podem ser uma perda de tempo. Apesar disso, uma boa dica de alívio para dor de garganta é tomar uma bebida morna, como um chá, ajudando a melhorar a sensação na região.

Própolis

Existem alguns estudos centrados nos ativos do própolis, uma substância que, assim como o mel, também é fabricada pelas abelhas. A maioria dessas pesquisas não encontraram resultados satisfatórios com relação ao tratamento de infecção na garganta. Porém, as propriedades imunoestimulantes do própolis podem ajudar a melhorar a sensação de desconforto sem causar nenhum tipo de complicação.

Anti-inflamatórios

Depois de consultar-se com um médico, o profissional poderá receitar o uso de medicamentos anti-inflamatórios, incluindo remédios como nimesulida, ibuprofeno e diclofenaco. Todos eles podem ajudar o indivíduo a se livrar mais rápido da sensação de desconforto e diminuir o inchaço na região do pescoço.

Analgésicos

Assim como os medicamentos citados acima, os analgésicos são indicados para esses casos pelos profissionais da saúde na intenção de aliviar a dor e acabar com a inflamação. Nesse contexto, os famosos paracetamol e dipirona podem ser receitados.

Antissépticos e Antibióticos

Pastilhas antissépticas têm, em sua composição básica, algumas substâncias que garantem alívio da dor de garganta. Elas funcionam como anestésicos locais em muitos casos e fazem que o desconforto na região desapareça aos poucos.

Já os antibióticos, como a amoxicilina, são receitados em casos de inflamações bacterianas. Assim, é preciso ficar atento ao que o médico explicar para saber por quanto tempo esse medicamento precisará ser administrado.

Gostou do conteúdo? Então continue ligado aqui no TecMundo para não perder nenhuma novidade do campo da saúde!

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe