Ex-empresário acusa Luva de Pedreiro de ‘fake news’ e critica Globo: ‘Atitude leviana’ 

O empresário Allan Jesus, que trabalhava com o Luva de Pedreiro até o mês passado, emitiu um comunicado na noite do último domingo, 3, criticando uma matéria do programa “Fantástico”, da Rede Globo, que abordava a vida de Iran Ferreira. Em nota, o agente afirma que a reportagem desrespeita uma liminar judicial na qual a emissora era proibida de citá-lo nominalmente ou abordar as recentes polêmicas entre ele e o jovem. No texto, Allan também revela que está sofrendo ameaças de morte após a repercussão do caso, no qual é acusado de ficar com quase toda a quantia arrecadada por Luva com publicidades. “Em uma tentativa de preservação de todas as partes envolvidas, até o momento tenho evitado dar declarações. No entanto, diante do descaso da Rede Globo que em uma atitude leviana para dizer o mínimo, mesmo notificada e cientificada das ameaças de morte que eu e minha família temos sofrido por conta de inverdades e fatos fora de contexto (o que levou a justiça a deferir as liminares pleiteadas), ignorou a decisão judicial, preciso vir a público”, comunicou Allan.

Em nota, o empresário também acusa Iran e sua nova equipe de agenciamento, que pertence ao ídolo do futsal Falcão, de difundir “fake news” para tentar obrigá-lo a assinar um acordo. “Iran e sua nova equipe de agenciamento têm direcionado grande parte das suas postagens e falas ao relacionamento que mantínhamos, com mentiras e fatos deturpados, tão somente para me acuar, pressionar e obrigar a fazer um ‘acordo’ no qual sequer me é devolvido o valor que investi no Iran e em sua carreira”, disparou Allan Jesus. “Tenho áudios, vídeos e conversas para rebater absolutamente tudo que tem sido levianamente exposto contra mim e minha família”, acrescentou o empresário. Allan ainda conta que está tomando todas as medidas judiciais necessárias para que “a verdade venha à tona”. “Estamos tomando todas as medidas judiciais para que a verdade venha à tona e os responsáveis paguem pelos seus atos, sendo certo que será no ambiente jurídico que será comprovado que nada do que tem sido veiculado a mim condiz com a realidade”, seguiu. Veja a nota completa abaixo.

Fenômeno nas redes sociais, Luva de Pedreiro faz sucesso desde o ano passado, quando passou a publicar vídeos de jogadas de futebol em um campo de várzea e entoar o bordão “receba” – atualmente, ele conta com 15 milhões de seguidores no Instagram e é o brasileiro mais seguido na área de futebol da rede social. Fãs do influenciador, no entanto, especularam sobre o futuro do influenciador no início de junho, quando ele anunciou que iria “dar um tempo” nas postagens. Dias depois, a coluna de Léo Dias divulgou os valores das contas do jovem. Segundo o jornalista, as duas contas de Iran tiveram um giro de R$ 7.500 no decorrer de 2022, mas atualmente o saldo é de “praticamente nada”. Allan Jesus, CEO da empresa de marketing ASJ Consultoria e então empresário do Luva de Pedreiro, se defendeu das críticas que recebeu nas redes sociais. De acordo com o agente, o influencer digital ainda não recebeu nenhum pagamento pelos trabalhos e tem R$ 2 milhões a receber de publicidade. Recentemente, Luva de Pedreiro acusou Allan de cometer algumas ilegalidades, como ter total controle de seu dinheiro e ainda hackear suas contas no WhatsApp e no TikTok. Dias depois, Iran afirmou que conseguiu recuperar os acessos.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe