Ex-cônsul da China no Brasil provoca EUA com dado falso sobre mortes por Covid

Como você se sentiu com essa matéria?

Dados oficiais da China apontam que somente duas mortes pela doença teriam ocorrido no país em 2021, mas estatística não é levada a sério por especialistas| Foto: EFE/EPA/ROMAN PILIPEY

Um ex-cônsul geral da China no Rio de Janeiro republicou
neste fim de semana um tweet de um partido de extrema esquerda dos Estados
Unidos alegando que o país asiático teve apenas duas mortes por Covid-19 no ano
passado e alfinetou os americanos.

A mensagem original do Partido para o Socialismo e Liberação
(PSL, na sigla em inglês), legenda que em seu site oficial se diz marxista e
que defende “uma transformação socialista da sociedade”, foi publicada no
último sábado (1º) no Twitter e mostra, sob o título “Vidas perdidas para a
Covid em 2021”, as bandeiras dos Estados Unidos e da China, acompanhadas
respectivamente dos números de 415 mil e duas mortes.

No domingo (2), ao postar uma captura de tela da mensagem do PSL, Li Yang, que foi cônsul geral da China no Rio de Janeiro entre 2016 e 2021 e atualmente é conselheiro do Departamento de Informação do Ministério das Relações Exteriores chinês, acrescentou uma alfinetada. “Os políticos americanos acreditam firmemente que devem se preocupar com o alegado problema dos direitos humanos na China!”, escreveu.

Os dados oficiais da ditadura chinesa apontam que apenas 4.636 pessoas morreram de Covid-19 no país, onde foram registrados os primeiros casos da doença; destas, somente duas teriam ocorrido em 2021, segundo ano da pandemia.

Entretanto, devido à falta de transparência dos dados, os números da Covid-19 na China são considerados imensamente subnotificados por especialistas de todo o mundo. Cálculos da revista The Economist estimam que o verdadeiro número de mortes pela doença no país estaria em torno de 1,7 milhão, mais que o dobro dos Estados Unidos, país que acumula o maior número oficial de óbitos em decorrência do coronavírus (aproximadamente 825 mil).

Fonte: Gazeta do Povo
Podcast O Papo É com Guilherme Fiuza e Rodrigo Constantino – Gazeta do Povo

Compartilhe