Ex-assessores de Gabriel Monteiro relatam receber ameaças de morte em depoimento na Conselho de Ética da Câmara do Rio

Os ex-assessores do vereador Gabriel Monteiro (PL) Vinícius Hayden e Heitor Nazaré foram as primeiras testemunhas a depor no processo contra o parlamentar que Conselho de Ética da Câmara Municipal do Rio de Janeiro nesta quarta, 25. Os dois chegaram para depor sob forte esquema de segurança e Hayden usava até um colete à prova de balas, devido a ameaças que os dois receberam. “Eles relataram que as ameaças de morte e de agressões físicas partiram de seguidores do vereador Gabriel Monteiro pelas mídias sociais”, contou o vereador Luiz Ramos Filho (PMN).

Os ex-assessores reafirmaram as denúncias contra Monteiro, de assédio sexual e assédio moral, e disseram que havia orientações do vereador para produzir dossiês que pudessem constranger outros parlamentares e autoridades públicas. O vereador Chico Alencar (PSOL) ainda relatou que as testemunhas detalharam o esquema de produção e manipulação de imagens e personagens nos vídeos que Monteiro produzia para o YouTube, no que seria uma relação promíscua entre gabinete, assessores e a atividade de youtuber, em outra das acusações. Monteiro nega ter cometido os supostos crimes. Na próxima terça, 31, a partir das 13h, serão ouvidos como testemunhas de acusação os ex-funcionários Luiza Caroline Bezerra Batista e Mateus Souza de Oliveira. Ainda haverá mais uma testemunha de acusação e oito da defesa do vereador do PL a serem ouvidas depois, e esta fase do processo deve durar até 9 de junho. Caso seja condenado por quebra de decoro parlamentar, Monteiro perderá o mandato. O vereador também é alvo de investigações da Polícia Civil carioca.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe