Estados Unidos declaram varíola de macacos uma emergência de saúde pública

Depois de a varíola de macacos atingir mais de 6,6 mil casos prováveis ou confirmados nos EUA, o governo Biden decidiu declarar a doença, uma emergência de saúde pública, nesta quinta-feira (4).

Anunciada durante uma reunião de trabalho com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS), a declaração busca coletar mais dados sobre casos e vacinas, acelerar a distribuição do imunizante e facilitar a prescrição de tratamentos pelos médicos.

Em comunicado, o secretário do HHS, Xavier Becerra, pediu “a todos os americanos que levem a varíola a sério e assumam a responsabilidade de ajudar a combater esse vírus”. Foram identificados casos em todos os estados americanos, exceto em Montana e Wyoming.

Ilustração mostra representação do vírus da varíola de macacosFonte:  Shutterstock 

Qual o perfil do paciente de varíola de macacos nos EUA?

Embora pessoas de todas as idades possam ser infectadas pela varíola de macacos, a emissora NBC divulgou que o paciente médio da doença nos EUA tem cerca de 35 anos. No entanto, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) já registrou cinco casos da doença em crianças.

Uma característica diferenciada do atual surto da zoonose viral em relação aos anteriores é o fato de estar se espalhando predominantemente através do contato sexual entre homens. Conforme o HHS, 99% dos casos verificados nos EUA até agora são de pessoas designadas como do sexo masculino ao nascer.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe