Enorme cometa vai passar hoje próximo à Terra: confira aqui

É sempre um espetáculo, quando temos a oportunidade de ver um cometa, principalmente se estivermos no conforto de nossa casa. Nesta quinta-feira poderemos ter a oportunidade de ver, a passagem do C/2017 K2, ele que também é muito conhecido pelo nome de “PanSTARSS”.

Apesar do mesmo poder ser visto aqui do nosso planeta, entretanto ele vai passar além da órbita do planeta Marte. Em uma distância aproximada de 270 milhões de quilômetros da Terra.

Confira: Carro voador está mais próximo da realidade, testes realizados com sucesso

Ele foi identificado no ano de 2017 assim como fala o seu próprio nome. Devido a sua distância, não poderemos observar o mesmo a olho só, o que pode desanimar algumas pessoas. 

Entretanto, vamos te falar como que você vai ver esse enorme cometa, que cabe aqui descarta, que ele é um dos longínquos astros desse tipo já observável. E que assim, desperta a curiosidade de muitos apaixonados pelo espaço.

Como faço para ver o comenta

Então, mesmo que ele não seja visto a olho nu, mas você pode observá-lo através de um telescópio. Basta procurar a constelação de Ofiúco, ele começou a passagem às 18h45 de quarta-feira e deve fica visível até as 03h45 de quinta-feira.

Leia também: Tecnologia 5G chegou oficialmente no Brasil e Brasília vai recebê-la

Outra forma para poder ver esse lindo cometa, é através do Webcast. Para quem for assistir online, poderá ver uma mancha de luz difusa, segundo o portal Space.com. Não esquece de ir em nosso Facebook, ou Instagram e depois comentar se você conseguiu ver a passagem do mesmo.

Movimentação desse astro 

Esse comenta já vem sendo observado a um bom tempo, nos últimos 5 anos ele já estava a caminho do nosso planeta. Geralmente um cometa é determinado como ativo, após passar próximo ao sol.

Então, quando o “PanSTARSS” foi visto lá em 2017, ele já estava ativo, deixando atrás de si, um rastro de fumaça, que na verdade é gás derretido, esse processo é chamado de sublimação.

Nesse mesmo ano, ele estava há cerca de 2 bilhões de quilômetros do sol, quando o comenta estava circulando a órbita de Saturno e Urano.

Confira: Risco preocupante, o lixo espacial pode matar pessoas informam astrônomos

Veja a postagem de horigem em: Engenharia Hoje

Compartilhe