Edi Rock, do Racionais MC’s, quebra o silêncio e rebate acusação de abuso sexual

O rapper Edi Rock, do Racionais MC’s , falou sobre a acusação de abuso sexual feitas pela doula e influenciadora Juliana Thaisa. Na última terça-feira, 21, ela fez um longo desabafo nas redes sociais e afirmou que o suposto crime aconteceu no ano passado. Juliana não deu detalhes de como tudo ocorreu, mas postou prints de mensagens na qual pede socorro à irmã e fotos do Boletim de Ocorrência (BO) que registrou e de viaturas em frente ao prédio em que mora. A doula afirmou que essas são algumas provas que apresentou à polícia, mas o caso foi arquivado. “A Justiça sabe que acontece clandestinamente, e mesmo assim, arquivou o inquérito sem que eu fosse ouvida. Porque todas as provas não foram o suficiente”, escreveu nos stories do Instagram. Edi negou as acusações de Juliana. “Salve, família! Sobre as acusações contra mim nas redes, já foi comprovado pela justiça que é mentira! Os fatos expostos tornaram a narrativa apresentada ilegítima e caluniosa. Meus advogados cientes, tomaram as medidas cabíveis”, escreveu o rapper no Twitter. 

A suposta vítima afirmou que o inquérito arquivado “tem uma porrada de erros”. “Eu anotei tudo. Tem muita coisa que contradiz, depoimentos que não batem e dá para provar com câmera de segurança”, afirmou. “Não vou sossegar enquanto não abrir esse inquérito, não vou parar. Eu não fui nem ouvida. Eu fiz o BO, fiz a denúncia, ele mandou a contestação dele e, já era, inquérito arquivado.” A influenciadora disse que ainda vai contar em detalhes como tudo aconteceu e apresentar novas provas. Ela também explicou que decidiu expor o caso porque desde criança lida com situações de abuso. “Edi Rock não é o primeiro, estou por aqui de violência sexual, de violência física. Meu corpo é um corpo que carrega uma bagagem do caralh* de violência. Estou de saco cheio”, disparou. Por fim, ela mandou um recado para o músico do Racionais MC’s: “Você, Edi Rock, mexeu com uma leoa.”


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe