Duterte diz que ‘nunca vai se desculpar’ por mortes causadas na guerra às drogas nas Filipinas

Em seu último ano de mandato, o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, afirmou em pronunciamento à nação nesta terça-feira, 4, que nunca se desculpará pelas mortes causadas no país na sua política de guerra às drogas em vigor desde o ano de 2016, quando assumiu o poder. “Eu nunca, nunca vou me desculpar pelas mortes. Podem me matar, me prender, nunca me desculparei”, afirmou. A estimativa de organizações de direitos humanos é de que mais de 6,2 mil suspeitos tenham sido mortos pela polícia no período de cinco anos. A política anti-drogas foi uma das bandeiras de candidatura de Duterte, mas a efetivação dela foi criticada por ONGs internacionais, que denunciaram a morte de pessoas inocentes na cruzada contra os traficantes e usuários, em sua maioria moradores de regiões pobres do país. Ainda no mês de setembro, juízes do Tribunal Penal Internacional aprovaram a abertura de uma investigação formal sobre as políticas filipinas, que foi suspensa meses depois a pedido do governo de Duterte.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe