Dólar fecha em maior valor desde janeiro, cotado a R$5,43; Ibovespa tem leve alta

O dólar teve uma alta de 1,27% frente ao real nesta terça, 12, e fechou o dia cotado a R$ 5,43, o maior valor desde 26 de janeiro, quando estava no mesmo nível. A moeda norte-americana se fortaleceu enquanto os investidores buscam segurança em suas aplicações, devido a temores de que uma recessão global se concretize – a preocupação foi reforçada nesta terça com medidas de restrição à circulação de indivíduos sendo implementadas em grandes cidades na China para combater a Covid-19, o que significa que novos lockdowns podem ser decretados e afetarem as cadeias de suprimentos globais. Nesse contexto, o euro recuou até atingir a paridade com a moeda norte-americana e o índice DXY, que mede a força do dólar ante uma cesta de seis moedas de países desenvolvidos, subia 0,13%, negociado a 108,16 pontos.

Por sua vez, o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, teve levíssima alta, de 0,06%, e terminou a sessão com 98.271 pontos. Além dos fatores já citados, que pressionaram a Bolsa para baixo, outra força foi a queda no preço do petróleo, que causou perdas nos papéis da Petrobras. O barril de petróleo tipo Brent caiu 7,38% e terminou o dia com o preço de US$ 98,18, enquanto as ações ordinárias da estatal brasileira recuaram 1,96% e as preferenciais, 1,50%. No entanto, papéis de empresas do setor do varejo contrabalancearam as quedas com altas: as da Magazine Luiza subiram 11,41%, as da Via, 9,44%, e as da Americanas, 8,26%. Nos Estados Unidos, os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq caíram, respectivamente, 0,62%, 0,92% e 0,95%.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe