Diretor do Banco Central afirma que salário mínimo terá aumento real com a queda da inflação

Bruno Serra, diretor de Política Monetária do Banco Central, participou de uma conferência realizada por um fundo de investimentos nesta segunda-feira, 30, e falou sobre o salário mínimo brasileiro. Segundo o economista, a remuneração básica terá um aumento real assim que a inflação passar a diminuir. “A prova do pudim vai ser quando a inflação começar a cair, porque a inflação subiu tão rápido que as negociações não conseguem dar conta da velocidade. Quando a inflação começar a cair, você vai ver que vai estar tendo alguns aumentos reais”, argumentou. Neste ano, o salário mínimo aprovado de R$ 1.212 é constituído apenas da correção inflacionária de 10,18% referente o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e sem aumento real. Serra alegou, ainda, que o Real passou a ser um destaque positivo neste ano – diante do cenário econômico global e em comparação a outras moedas – e que a inflação passará a sentir esse efeito. “Vai ser interessante olhar em três ou quatro meses. Essa valorização recente vai começar a bater daqui a alguns meses”, declarou.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe