Como funciona a energia solar por assinatura?

A possibilidade de gerar energia em casa e poder economizar na conta de luz no final do mês tem sido objeto de desejo de grande parte dos brasileiros. Principalmente no atual cenário da economia.

No entanto, alguns fatores atrapalham a instalação dos equipamentos para geração de energia solar, sejam as unidades fotovoltaicas, ou mesmo aquecedores solares.

Custo de instalação dos painéis pode afastar consumidoresFonte:  Shutterstock 

Esses fatores incluem a falta de espaço, ou de estrutura dos telhados, para comportarem as placas de captação de radiação, ou calor, e mesmo o custo e a burocracia para instalação e regularização.

Mas isso pode mudar.

Energia solar por assinatura

A modalidade de geração de energia compartilhada já é possível desde 2015. Mas com uma legislação insípida, na época, poucas pessoas se aventuraram a investir no seguimento.

Atualmente, com leis melhores de incentivo, empresas têm se especializado em oferecer o serviço, que contam com vantagens, como por exemplo, você não precisar fazer instalação de nenhum equipamento na sua residência.

Além disso, você não precisa realizar um investimento inicial para começar a usufruir, e algumas empresas não cobram taxas de cancelamento. O contato é feito totalmente de forma online, garantindo agilidade no atendimento.

A própria empresa contratada entra em contato com a distribuidora de energia local, e os créditos adquiridos de energia solar, são abatidos diretamente na conta de luz. Isso se deve a acordos firmados entra as empresas que produzem a energia solar e as distribuidoras de energia elétrica.

Todo esse processo garante entre 10% e 15% de economia na fatura. Dependendo da região do Brasil, algumas pessoas conseguem economizar até 20% no valor total da conta.

Painéis solares em casa podem gerar economia de 10% a 20% na conta de luzPainéis solares em casa podem gerar economia de 10% a 20% na conta de luzFonte:  Shutterstock 

Esses valores já incluem o valor da taxa de assinatura, ou seja, mesmo pagando a assinatura, ainda assim é possível economizar. As taxas e pacotes de energia variam de empresa para empresa, e dependem de análise do seu consumo de energia mensal.

Em números reais, alguém que gaste por mês R$150,00 de energia elétrica, com um abatimento mínimo de 10% ao mês em cada fatura, em um ano, isso gera uma economia de R$180,00.

Pensando em empresas que pagam em torno de 10 mil reais em contas de eletricidade, a economia mínima ao ano seria de 12 mil reais, uma quantia considerável.

Mas atenção: para que o sistema seja viável, a empresa de energia solar contratada deve estar na mesma região da concessionária de distribuição de energia.

Mas de onde vem a energia?

Essa energia solar comercializada vem de fazendas solares, que podem estar próximas de sua residência, ou não. Uma alternativa, que algumas empresas oferecem, é o empréstimo dos equipamentos.

Nesse caso, você também não paga a instalação e manutenção dos painéis, apenas uma mensalidade pelo serviço. A vantagem desse tipo de alternativa é que a economia na conta de luz pode chegar a até 95%, e caso você não consuma toda a energia produzida, pode vender esses “créditos” de energia.

As fazendas solares podem ser instaladas em telhados de estacionamentos, prédio ou áreas que não estão em utilização.As fazendas solares podem ser instaladas em telhados de estacionamentos, prédio ou áreas que não estão em utilização.Fonte:  Shutterstock 

Vantagens da Energia Solar

O sol é uma fonte de energia limpa, renovável e sustentável. Além disso, com placas fotovoltaicas, a captação de radiação e geração de energia é possível mesmo em dias nublados e chuvosos.

Outra vantagem é a duração dos equipamentos, que gira em torno de 25 anos, com uma manutenção geralmente de baixo custo. Basta garantir a limpeza das placas para que não tenha decaimento na produção de energia.

Com os planos de assinatura você pode garantir diversas vantagens, sem a necessidade de realizar um investimento para a instalação do sistema em sua casa.

Mas caso decida fazer a instalação de forma independente, saiba que o investimento é de ao menos 20 mil reais, e que o retorno financeiro é estimado em 4 anos ou 5 anos, após o início do uso.

Os planos de assinatura vieram para concorrer como uma nova forma de geração de energia, que no momento é responsável por apenas 1,7% de toda energia gerada no território nacional, de acordo com reportagem do G1.

Gerando economia e acesso facilitado de uma forma de energia limpa e sustentável, os planos de assinatura são um mercado crescente e promissor. Caso você tenha interesse em conhecer mais, faça uma busca rápida no google para conhecer as empresas que oferecem o serviço em sua região.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe