Ciro Gomes é o principal beneficiado com a saída de Doria, diz diretor da Quaest

Após a saída de João Doria (PSDB) da disputa à presidência da República e, com a diminuição no número de candidatos disponíveis aos eleitores, o cenário eleitoral sofre mudanças e Ciro Gomes (PDT) tende a ser o principal nome que irá se beneficiar com a saída tucana. Essa é a avaliação de Felipe Nunes, diretor do Instituto Quaest. Em uma publicação em suas redes sociais, o cientista político ressalta que, “numericamente, não tem mudança significativa porque Doria sempre apareceu com pouco voto (3 e 5%), mas Ciro tem o maior potencial entre esses eleitores (54%)”. Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “tem potencial [de voto] de 36% e [Jair Bolsonaro] de 19%. Em relação a Simone Tebet, pré-candidata do MDB, seu desconhecimento perante a população inviabiliza uma avaliação.

“Simbolicamente, a terceira via aumenta as chances de organizar sua tropa para tentar viabilizar uma opção fora da polarização. A coordenação das elites é fundamental para que os eleitores possam tomar decisões eleitorais. Até aqui, a terceira via mais atrapalhou do que ajudou o eleitor”, avaliou Nunes, após alegar que as chances de Lula vencer no primeiro turno aumentaram com o voto útil, já que o “eleitor de Doria rejeita mais Bolsonaro (77%) do que Lula (62%)”.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe