Céu vermelho na China? Confira o vídeo e entenda o que aconteceu

Na última segunda-feira, 9 de maio, os moradores de uma cidade no leste da China se assustaram com a cor do céu vermelho, o que aconteceu de forma misteriosa. A cor rubra foi motivo de atenção em toda internet, onde em algumas gravações é possível ouvir a aflição de algumas pessoas que gritavam.

No Twitter os usuários puderam conferir diversos registros do fenômeno que durou por horas na cidade de Zhoushan. As gravações foram fruto do desespero de moradores, que saíram às ruas para entender o que acontecia e registraram o acontecimento, que logo foi compartilhado por contas do mundo inteiro.

Sobretudo, as publicações viralizaram, fazendo com que internautas questionassem sobre o significado do céu vermelho. Enquanto alguns anunciavam o apocalipse, outros estão criaram memes. No fim, após uma explicação de serviços de meteorologia, não houve motivo para tantas preocupações.

Céu vermelho da China

Pode-se explicar o fenômeno a partir de um aumento de fluxo de atividade solar, como propõem alguns cientistas japoneses. O mês de maio conta com uma grande erupção solar, o que torna essa teoria uma possibilidade real.

Enquanto meteorologistas com vínculo ao partido do governo chinês afirmam outra causa para um céu vermelho na província de Zhejiang. Esses disseram que a partir do aumento da umidade na atmosfera, gases aerossóis se dispersaram, causando a refração e dispersão das luzes das embarcações próximas ao porto.

Ainda que os aerossóis sejam extremamente inflamáveis, nenhum incêndio aconteceu na região. Além disso, não houve nenhum registro de geomagneticismo no entorno, validando a possibilidade de ambas as hipóteses. Mas ainda assim, nenhum motivo para preocupações e teorias da conspiração.

De qualquer forma, a hashtag dessa trend é uma das mais populares da rede de Elon Musk. Enfim, para encontrara mais sobre o assunto, basta buscar #bloodredsky no Twitter e conferir as imagens que impressionaram a internet no mês de maio.

Confira: Alinhamento planetário de Vênus, Marte, Júpiter e Saturno

Veja a postagem de horigem em: Engenharia Hoje

Compartilhe